sábado, 13 de julho de 2024

Vale do Itajaí (SC) volta a sofrer com fortes chuvas

08 setembro 2011 - 18h00
Vale do Itajaí (SC) volta a sofrer com fortes chuvas; mais de 30 mil foram afetadas

Uol

O Vale do Itajaí, uma das regiões mais afetadas pela tragédia climática ocorrida em novembro de 2008 –quando 135 pessoas morreram devido às fortes chuvas–, volta a ser atingido pelos temporais que castigam Santa Catarina desde terça-feira (6).

De acordo com o último boletim da Secretaria da Defesa Civil, mais de 30 mil pessoas foram afetadas em ao menos 28 cidades com registro de algum prejuízo no Estado. De acordo com o relatório, 688 pessoas estão desalojadas (na casa de parentes ou amigos) e 615 desabrigadas (em abrigo público). Não há registro de mortos ou feridos.

A barragem de Ituporanga transbordou na manhã desta quinta-feira (8). O rio Itajaí-Açu, que corta vários municípios na região, já ultrapassa o limite de emergência. Na cidade de Rio do Sul, o transbordamento do rio forçou a saída de 50 famílias de suas casas.

Em Blumenau, na medição feita às 14h, o nível do Itajaí-Açu chegou a 9,55 metros, e a água atinge bairros da cidade, deixando ao menos 11 famílias desabrigadas e mais de 20 ruas alagadas. A prefeitura já considera a situação de emergência.

Segundo estimativa de Defesa Civil de Blumenau, o índice deve chegar aos 11,6 metros às 21h de hoje, e 12,50 metros à meia-noite, o que deverá atingir, pelo menos, 80 mil pessoas na cidade. Os hospitais atendem apenas casos de urgência; os postos de saúde estão fechados devido às enchentes.

No Morro do Baú, em Ilhota, uma das áreas com mais risco de deslizamentos, existem acessos prejudicados. As aulas foram suspensas na cidade, assim como em Santo Amaro da Imperatriz, na região da Grande Florianópolis.

Na capital catarinense, no bairro Rio Vermelho, uma operação foi montada para drenar a grande quantidade de água que atingiu aproximadamente 200 residências.

Já de acordo com as polícias rodoviárias, pelo menos quatro estradas que atravessam o Estado apresentam algum trecho com tráfego interrompido por causa de alagamentos ou queda de barreiras.

“Infelizmente, a previsão de chuva forte se confirmou. Esperamos que a boa notícia também se concretize para nos ajudar, com o sol aparecendo no próximo sábado e, depois, de oito a dez dias com tempo bom”, diz o diretor de prevenção da Secretaria da Defesa Civil, Emmerson Emerin.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Projeto aprovado pela Câmara permite recolhimento automático de tributo por meio eletrônico

MS-379

Veículo com cigarros contrabandeados é apreendido entre Dourados e Laguna Carapã

SAÚDE

Comissão aprova criação do Programa Nacional de Assistência Integral ao Vitiligo e à Psoríase

INVESTIMENTO

Recursos de R$ 227 milhões do FCO são aprovados para empreendimentos em diversas áreas no MS