Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Wanderlei descarta parada e quer lutar no Japão: 'não posso me aposentar assim'

13 setembro 2011 - 12h40
Wanderlei descarta parada e quer lutar no Japão: 'não posso me aposentar assim'

Uol

O brasileiro Wanderlei Silva teve um retorno aos octógonos para se esquecer, nocauteado em apenas 27 segundos por Chris Leben no UFC 132. E, se o presidente do UFC, Dana White, cogitou aposentadoria, o lutador afirma que não tem intenções de abandonar o MMA tão cedo.

“Eu estou bem. O patrão falou que acha que estou ficando velho. Mas estou bem, estou na flor da idade, me sentindo bem (risos). Vou até fazer uma bateria de exames para provar que estou apto fisicamente para poder continuar competindo e espero voltar em breve”, afirmou Wanderlei Silva, em entrevista ao site do jornalista Chico Lang.

“Acho que depois dessa minha última luta eu não posso parar, vindo de uma carreira tão boa. Não pode ser essa minha última luta. Eu estava bem, preparado, como sempre estive. Acho que subestimei o adversário, agi pela emoção e deixei a técnica de lado. E deu no que deu”, lamentou o peso médio, que disse ter ficado deprimido com o nocaute. “Perder desta maneira para um cara como o Leben é inaceitável para mim.”

Apesar de não escolher rivais, Wanderlei destaca Vitor Belfort e Chael Sonnen como possíveis desafios em seu caminho, mas torce por uma revanche em um futuro próximo.

“Agora vou esperar ele (Leben) tomar um pau do Mark Muñoz e a hora que eu pegar ele de novo, vai ser diferente”, avisou o brasileiro.

Uma das vontades de Wanderlei Silva é voltar a lutar no Japão. O UFC volta ao país em fevereiro e traz à lembrança os anos de duelos históricos do brasileiro no Pride. “Sem dúvida eu gostaria de ser escalado para este evento. Se o público tiver a mesma receptividade do Brasil, será um show” analisou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Civil apreende mais de 680kg de drogas após perseguição à veículo que saiu de Ponta Porã
CORRUPÇÃO ATIVA
Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem que tentou subornar funcionário público
SAÚDE
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
LEGISLATIVO
Deputado Neno Razuk destina R$40 mil em emendas parlamentares a Instituição Juliano Varela