Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021

Aumento no número de crianças acima do peso resulta em criação de grupo de combate à obesidade

30 novembro 2012 - 00h00Por Fonte: Midiamax
Levantamento feito por profissionais de diversas áreas da saúde apontou que aproximadamente 40% das crianças e adolescentes com idade entre cinco e 14 anos, passam por problemas relacionados à obesidade. Devido a este fator, uma equipe multiprofissional da área da saúde realiza há três anos, práticas de forma a combater a obesidade infantil. Conforme o IBGE, 40% da população do Brasil está acima do peso.

O trabalho desenvolvido pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) junto a 60 crianças e adolescentes foi premiado na modalidade Práticas Inovadoras da Gestão Municipal. As crianças atendidas pelo programa são encaminhadas após receberem atendimento na Rede Municipal de Saúde.

Conforme a nutricionista Nathalie Schwager, coordenadora do projeto realizado no Centro de Especialidades Infantil, o programa envolve nutricionista, endocrinologista infantil, psicólogo, enfermeiro, profissional de educação física, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional e odontólogo.

“O trabalho conta com o suporte psicológico às crianças e procura realizar a mudança de hábitos, inclusive da família, com respeito à reeducação alimentar, para que hábitos saudáveis sejam incorporados.”.

Nathalie reforça que o trabalho preventivo é a melhor forma de se criar hábitos saudáveis. Ela conta que crianças magras também sofrem pela má alimentação, seja por comer muito, porém de forma errada, seja por se recusarem a comer. “Temos casos em que um irmão possui sobrepeso e o outro é muito magro, por má alimentação”

“O sobre peso e a obesidade atingem cerca de 35 a 40% das crianças da Rede Municipal de Ensino em Campo Grande. Durante as atividades, feitas com a criança e a família, os especialistas do projeto explicam sobre como proceder de forma a melhorar a qualidade de vida.”.

O programa existe há três anos e realiza o acompanhamento anual da criança. O grupo se reúne uma vez por mês e na tarde desta terça-feira, foi realizada uma reunião com as crianças e seus familiares.

Maria de Lourdes, avó de Thaila, de cinco anos, conta que quando sua neta chega da escola tem muita vontade de comer alguma coisa, pois é ansiosa, e como forma de amenizar, seguindo a recomendação dos profissionais, procura tomar algumas providências para que a menina não coma muito.

“Procuro diminuir a ansiedade dela fazendo com que tome um banho, por exemplo, ou alguma outra atividade relaxante.”.

IBGE

A Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), no ano de 2008-2009, realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério da Saúde, veio constatar tal fato, apontando que 40% da população brasileira estão acima do peso.

Um dado preocupante é que entre crianças de 5 a 9 anos essa porcentagem também é alta. O IBGE revela que 36,6% das crianças brasileiras estão acima do peso. Os índices de obesidade também estão num patamar elevado, crescendo muito nos últimos 35 anos. Em 1974, apenas 1,4% das crianças eram obesas, saltando para 16,6% em 2009. Verificou-se, ainda, o seguinte padrão: há mais crianças obesas nas localidades urbanas e na região sudeste do Brasil.

Em relação à população adolescente, os índices de excesso de peso e obesidade também cresceram, porém em ritmo mais lento. Se em 1974, 0,4% eram obesos, em 2009 essa porcentagem subiu para 5,9%. Verificou-se uma predominância de obesidade nos adolescentes com maior poder aquisitivo, havendo uma distribuição espacial dessas pessoas semelhante em todas as regiões brasileiras. Constatou-se, ainda, que o sobrepeso aumentou mais entre os adolescentes do sexo masculino do que do feminino.

Prêmio

Na sexta-feira (30), a partir das 8h, os coordenadores do programa serão premiados na 8ª edição do Prêmio sul-mato-grossense de Gestão Pública, na modalidade Práticas inovadoras da gestão municipal.

O evento será realizado na Governadoria, no Parque dos Poderes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: país tem 15,5 milhões de casos acumulados e 434,7 mil mortes
TECNOLOGIA
Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp
MEIO AMBIENTE
Polícia Militar Ambiental de Bonito captura seriema com perna quebrada
AGEPEN
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida em MS