Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

CBF faz 'força-tarefa' para barrar CPI protocolada por Romário

07 dezembro 2012 - 00h00Por Fonte: Jornal do Brasil
Membros da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lançam uma ofensiva para tentar barrar a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que pretende investigar as contas da entidade, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. O periódico afirma que desde anteontem, dirigentes da confederação negociam com presidentes de federações estaduais e deputados federais em Brasília para esvaziar o requerimento de abertura da comissão. O presidente da CBF, José Maria Marin, e seu vice, Marco Polo Del Nero, seriam os mais atuantes no contato com as federações estaduais.

Antes de embarcar para o Japão, onde acompanhará o Mundial de Clubes, Marin ligou para dezenas de presidentes pedindo que entrassem em contato com os deputados de suas regiões.

De acordo com o jornal, em julho, Marin levou mais de uma dezena de presidentes de federações para os Jogos Olímpicos de Londres. Todos os custos teriam sido bancados pela confederação. Agora, o presidente da CBF estaria querendo a retribuição por isso.

Com a CPI já protocolada, a CBF precisa que pelo menos 93 parlamentares retirem em bloco as suas assinaturas do requerimento para derrubar o pleito de Romário. O deputado federal, do PSB-RJ, protocolou o documento para a instalação da CPI após obter 184 assinaturas. Ele precisava conseguir o apoio de, no mínimo, 171 parlamentares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: estados pedem manutenção de financiamento de leitos de UTI
PONTA PORÃ
Após denúncia Polícia Militar apreende contrabando de cigarros em veículo
SAÚDE
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos
POLÍTICA
Guedes diz que reforma administrativa será moderada