Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021

MS se destaca nas ações da faixa de fronteira e fica com os melhores índices do Detalhamento das Ações do Senasp

MS se destaca nas ações da faixa de fronteira e fica com os melhores índices do Detalhamento das Ações do Senasp

22 dezembro 2012 - 00h00Por Fonte: Notícias MS
Mato Grosso do Sul apresentou os melhores números entre os 11 Estados que compõem a faixa de fronteira de acordo com o Detalhamento das Ações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) apresentados no plano Estratégico de Fronteiras pelo Ministério da Justiça durante reunião de avaliação do Enafron - Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (21) durante assinatura de convênios da Segurança Pública em Campo Grande.

A quantidade de drogas como cocaína, crack e maconha apreendidas em todo o Estado também superou os números dos outros 11 Estados fronteiriços. Mato Grosso do Sul teve 77.825 quilos de drogas apreendidas que representam 85% das drogas apreendidas nos 11 Estados da Federação inseridos na faixa de fronteira. Santa Catarina registrou 6.300 quilos de entorpecentes recuperados e o Pará somou 2.082 quilos de drogas apreendidas de janeiro a outubro deste ano, totalizando 92.471 quilos de entorpecentes.

Os números refletem a atuação de todas as forças de segurança pública que atuam na faixa de fronteira do Estado segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini. “O desempenho de Mato Grosso do Sul frente ao combate da criminalidade faz com que mais recursos sejam destinados ao combate dos crimes que mais impactam a sociedade, que são os contra a vida e contra o patrimônio. Com base nos dados da inteligência artificial e no reforço que foi feito na gestão, a segurança pública pode traçar estratégias e resulta em novas diligencias”, disse Jacini ao ressaltar que os índices de resolutividade dos registros de ocorrências no Estado atualmente chegam a 80%.

Mato Grosso do Sul foi o segundo Estado com os melhores índices dos inquéritos policiais concluídos na faixa de fronteira com 10.681 casos, ficando atrás do Rio Grande do Sul, que registrou cerca de 75 mil casos de inquéritos concluídos, que ao todo contabilizou 101.362 ocorrências. Os autos de prisão em flagrante da faixa de fronteira somaram 2.914, enquanto o Rio Grande do Sul lavrou 31.078 autos. No total os números dos autos de prisão em flagrante foram de 15.084 ocorrências.

Os números mostram o reconhecimento do Estado de Mato Grosso do Sul junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública. “No prospecto da Senasp eles reconheceram que o mais eficiente dos Estados na questão do policiamento, solução dos inquéritos feitos, ações de apreensão de armas e drogas, é o Estado de Mato Grosso do Sul. Por termos sido o Estado mais eficiente da Federação que faz fronteira com outros países o governo federal nos aquinhoou com um convênio de R$ 40 milhões, sendo o maior dos montantes dos 11 Estados”, disse o governador ao elencar que o montante será investido em inteligência policial, videomonitoramento, cursos, aquisição de mais viaturas, armamentos, melhoria de equipamentos e em contrapartida o governo do Estado vai reforçar o efetivo para manter a segurança de fronteira, através de concurso público para contratação de policiais civis, militares e bombeiros.

O convênio de R$ 40 milhões foi assinado pelo governador André Puccinelli no dia 7 de dezembro durante o Encontro Técnico da Enafron, em Brasília. Os recursos disponibilizados pelo Ministério da Justiça fazem parte dos investimentos em ações da Estratégia Nacional de Segurança Pública de Fronteira.

Balanço

O Detalhamento das Ações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) mostrou ainda que de janeiro a outubro as ações nos 11 Estados fronteiriços contabilizaram: 5.271 armas apreendidas, 3.864 veículos recuperados, 6.097 mandados de prisão cumpridos, 101.362 inquéritos policiais concluídos, 15.794 autos de prisão em flagrante, 72.117 laudos periciais emitidos, 229.465 pessoas abordadas, 2.060 embarcações abordadas, 74 Gabinetes de Gestão Integrada Municipais instalados, 60 reuniões dos Gabinetes de Gestão Integrada de Fronteira e Câmaras Temáticas de Fronteira e ainda 63 Núcleos de Inteligência de Fronteira foram ativados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Mesmo com pandemia, mercado de veículos usados é aquecido e alegação de venda cresce 16% no Estado
LEI
Faturas poderão divulgar mensagem sobre doação de sangue
PONTA PORÃ
PM prende homem com MP em aberto
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial