Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

‘Pagar contas à vista compensa’, orienta economista sobre contas no começo do ano

03 janeiro 2013 - 00h00Por Midiamax
Sonho de todos é que o início do ano viesse sem contas a pagar. Passada a euforia do fim das festas, chegam em casa papéis com cifras da realidade: IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), matrícula, livros e todas as contas típicas de janeiro. E quem não separou parte do 13° salário para pagá-las, tem como melhor alternativa parcelar as contas, como indica o economista Cid Isidoro Demarco Martins.

Professor universitário e economista, ele orienta a sempre guardar dinheiro no fim do ano para as contas. “Geralmente tem as férias e o décimo terceiro que poderiam ter sido guardados. Para quem não guardou, a dica é fazer isso no ano que vem”, brincou.

Mas há alternativa para quem não tem dinheiro em caixa. “Estão parcelando DPVAT para motos, ônibus e micro-ônibus. Se não tem dinheiro em caixa, é melhor parcelar do que fazer empréstimo para pagar à vista, os juros não compensam”, orienta.

Ele faz um alerta para quem acredita que pedir para pagar menos é pechinchar. “Não há motivo para a pessoa se envergonhar, se ela acha que pode pagar menos por um produto, fale com o cobrador, o setor de finanças”.

Pedir para pagar menos gera um hábito saudável de poupar o dinheiro. “É preciso planejamento. Não é ser pão-duro nem colocar no papel cada caixa de fósforos que gasta, mas sim a conta do supermercado. Anotar o todo e não os pormenores para que a tarefa não se torne chata e que a pessoa crie o hábito, não deixe de fazer em uma semana”.

Cid Demarco Martins enfoca que é preciso fazer as contas do que se gasta e como, pois assim é possível ver onde o dinheiro é gasto e onde é possível poupar.

Livre das contas de janeiro, Suélen Leguizamon Rocha, trabalha como servente de limpeza e tem uma situação rara para administrar: não precisa poupar para pagar este tipo de conta. “Minha filha estuda em escola municipal, não tenho carro nem moto e moro de aluguel. Minhas contas de janeiro, graças a Deus, são iguais as dos outros meses”, comemora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
LEGISLATIVO
Deputado Neno Razuk destina R$40 mil em emendas parlamentares a Instituição Juliano Varela
SAÚDE
Segunda etapa da campanha de vacinação contra gripe começa hoje
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial