Menu
Busca domingo, 20 de junho de 2021
FERCICAL
POLÍCIA

Em ação conjunta, Polícia Civil apreende carreta utilizada para o transporte de drogas

14 abril 2021 - 09h45Por PC-MS

A Polícia Civil, em atuação conjunta da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), Setor de Investigações Gerais (Sig) e das Delegacias de Ponta Porã e Rio Brilhante, apreenderam, nesta terça-feira (13), uma  carreta utilizada para o transporte de drogas, pertencente a uma organização criminosa do estado da Bahia.

Em continuidade às investigações que resultaram na apreensão de sete toneladas de maconha em Ponta Porã, no mês de março deste ano, policiais civis conseguiram localizar e apreender, na BR 163, uma carreta avaliada em R$ 250.000,00, pertencente a organização criminosa desmantelada no mês de março, cuja líder foi presa ao tentar embarcar em um voo no aeroporto de Dourados.

O veículo era utilizada para transportas grandes quantidades de entorpecentes de Ponta Porã para vários estados do país, principalmente para a Bahia, Minas Gerais e São Paulo. Após a prisão dos líderes da organização criminosa foi identificado que a carreta foi transferida para o nome de um laranja, com a idade de 25 anos, residente na Bahia, o qual esteve em Ponta Porã neste ano. Durante a abordagem policial a carreta era dirigida por indivíduo residente em São Paulo, que possui condenação por ter sido flagrado transportando quatro toneladas de maconha. Ele alegou que havia sido contratado para buscar uma carga de reciclados em Campo Grande, que teria como destino a cidade de São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde distribui mais 7,6 milhões de doses da vacina da AstraZeneca
AÇÃO DE GOVERNO
Distribuição de cobertores para famílias carentes coincide com chegada do inverno
SAÚDE
Queiroga: Programa de Imunização é esperança de por fim à pandemia
TRÊS LAGOAS
Homem é morto a facadas após briga em rua de município de MS
Vítima foi socorrida por moradores, mas não resistiu