Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021

Funerária encontra droga na vagina e devolve corpo de mulher à Polícia

Funerária encontra droga na vagina e devolve corpo de mulher à Polícia

07 janeiro 2015 - 07h30Por CG News
A doméstica, Raquel dos Santos, 35 anos, foi encontrada desmaiada no final da tarde de ontem no banheiro de casa pela filha. Miriam dos Santos, 21, contou que a mãe tomava remédios controlados para pressão e que foi tomar banho e demorava a sair, quando ela entrou e viu a mãe sem respirar, sacudiu-a e tentou reanimá-la, mas não teve sucesso.


O SAMU foi acionado para atender a ocorrência no Jardim Anache, mas demorou cerca de uma hora pra chegar ao local. Médicos fizeram massagem cardio-respiratória por mais de 40 minutos, mas constataram a morte as 18h. A mulher permanceu por cerca de 4 horas no sofá, já morta, e a espera da funerária para retirar o corpo.

O corpo da mulher seguiu para o SVO (Serviço de Verificação de Óbito), onde depois de feita a constatação que a mulher morreu de forma natural e em seguida o corpo foi para a funerária.

Durante a preparação do corpo para o velório, agentes funerários encontraram um material parecido com uma bola de sinuca, porém menor, envolto a um plástico com uma substância em pó branca na vagina da mulher. Imediatamente os agentes funerários entraram em contato com o delegado de Plantão da Depac Centro, Gustavo Adolfo Ferrari, onde foi feita a complementação do BO, registrado pela filha.

Na complementação está foi descrito "que foi encontrado um objeto análogo (a droga) na vagina da mulher" e que o corpo estava sendo devolvido para o SVO para análise do material. Um termo de entrega do material também foi feito na delegacia. O material foi encaminhado por investigadores para o Denar (Delegacia de Repressão ao Narcotráfico) e será feita análise para constatação de que se trata de cocaína. A família informou que a doméstica estava em uma relação com um detento ainda não identificado, que está preso em Dois Irmãos do Buriti.

No boletim, que anteriormente constava como morte natural, agora está como morte a esclarecer.
Agora o IMOL (Instituto Médico e Odontológico) está aguardando o laudo para esclarecer a morte da doméstica.

O corpo foi liberado foi liberado agora há pouco e vai ser enterrado na quarta-feira as 10 da manhã no cemitério do cruzeiro.

A família conta que a doméstica ia pelo menos umas duas vezes por mês ia visitar o detento. Identificado até agora como Feliciano Ângelo, 21 anos, preso em Dois Irmãos do Buriti.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Telessaúde credencia profissionais de Web Designer com remuneração de R$ 3 mil
MS
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
EDUCAÇÃO
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
PONTA PORÃ
Força Tática do 4º BPM intercepta comboio de veículos transportando mercadorias não legalizadas