Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021

Grupo é resgatado de fazenda após denúncia de trabalho escravo

Grupo é resgatado de fazenda após denúncia de trabalho escravo

03 dezembro 2014 - 11h00Por G1 MS
Após denúncia anônima de trabalho escravo, um grupo de 17 trabalhadores foi resgatado pela Polícia Militar (PM) nesta terça-feira (2), em uma fazenda em Coxim. De acordo com a PM, entre os trabalhadores estavam três adolescentes.

Todos foram levados para a 1ª Delegacia de Polícia Civil da cidade, para prestar depoimento. Ao G1, a delegada Sandra Regina Simão de Brito Araújo disse que está ouvindo os trabalhadores e que, a princípio, a denúncia de trabalho escravo procede.

“Ainda estamos realizando as oitivas. Os trabalhadores, que são maioria paraguaios, reclamam das condições de trabalho, falta de comida e questão salarial”, informou. De acordo com a PM, os funcionários trabalhavam na plantação, corte e transporte de eucalipto, e se queixaram de situações precárias de trabalho.

Alguns também reclamaram que não recebiam salário e que chegaram a ficar sem comida por alguns dias. Ainda conforme a PM, outros disseram ter acesso somente a água suja para consumo. Parte do grupo disse à polícia que trabalhava no local há cerca de dois meses, enquanto outros chegaram na fazenda há 20 dias.

Enquanto a PM esteve na propriedade rural, nenhum responsável ou proprietário apareceu, conforme a polícia. O caso foi registrado pela PM como situação análoga ao trabalho escravo e está com a Polícia Civil, que deve ouvir os funcionários e responsáveis pela fazenda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Confira a distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 por município em Mato Grosso do Sul
PANDEMIA
Com 48 novos óbitos, taxa de letalidade se mantém em 2,2% no MS
NOVA ANDRADINA
Força Tática do 8ºBPM prende dois jovens por tráfico de drogas e cumpre mandado de prisão
INTERNACIONAL
Uma dose de vacinas reduz infecção em até 65%, revela estudo