Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
CAMPANHA SETEMBRO 15 á 30/09/2020
DOURADOS

Madrasta é condenada a 17 anos por morte de bebê pisoteado e lutador é solto

11 março 2020 - 08h00Por Dourados News

Iniciado às 8h desta ontem (10), o júri popular dos acusados pela morte do bebê Rodrigo Moura Santos, de um ano e meio de idade, em Dourados, ocorrida na manhã de 16 de agosto de 2018, terminou já depois das 22h com a condenação da madrasta, Jéssica Leite Ribeiro, de 24 anos, por homicídio doloso, quando há intenção de matar, e do pai, Joel Rodrigo Avalo dos Santos, de 28 anos, por homicídio culposo, sem intenção de matar.

Condenda à pena de 17 anos e cinco meses de prisão em regime inicial fechado, Jéssica deve permanecer presa no Estabelecimento Penal Feminino de Corumbá, de onde foi ouvida hoje por sistema de videoconferência, mas o advogado de defesa, Osmar Blanco, informou ao Dourados News que vai recorrer para provar que a morte foi acidental.

Joel, por sua vez, teve a condenação estabelecida em um ano e 15 dias. No entanto, por já estar preso há um ano, seis meses e 25 dias, deverá ser solto da PED (Penitenciária Estadual de Dourados). A defesa dele, feita pelos advogados Renan Pompeu e Vitor Cesar Caceres de Freitas, espera que seja expedido alvará de soltura hoje (11).

Restrito às famílias e testemunhas, o júri popular foi presidido pelo juiz Eguiliel Ricardo da Silva. Já A sustentação oral da acusação foi feita pelo promotor Luiz Eduardo de Souza Sant Anna Pinheiro, titular da 12ª Promotoria de Justiça de Dourados.

A morte de Rodrigo ocorreu em uma casa na Rua Presidente Kennedy, no Jardim Márcia, em Dourados, onde moravam o bebê, uma irmã de três anos, o pai, e a madrasta. Na ocasião, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado para atender vítima de engasgamento. Contudo, exames constataram ferimentos provocados por possíveis agressões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
INTERNACIONAL
TikTok move processo para tentar reverter banimento nos EUA
INTERNACIONAL
Museu sobre acidente nuclear de Fukushima abre suas portas
INTERNACIONAL
Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia