Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021
Faculdade columbia - Matrículas abertas 2021
DOURADOS

Mais de 160 quilos de drogas foram apreendidos pelo DOF em uma residência

24 junho 2021 - 07h45Por PM-MS

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam, na tarde desta quarta-feira, 164 quilos de entorpecentes que estavam em uma residência no Jardim Monte Líbano.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um patrulhamento ostensivo na cidade de Dourados.

Os militares abordaram algumas pessoas que estavam em frente de um conjunto de quitinetes. Durante as buscas visualizaram, através de uma janela de um dos cômodos, um fardo aparentando ser entorpecente. O morador foi chamado e questionado sobre o volume. O adolescente, de 16 anos de idade, disse que seu vizinho deixou ali para pegar em outro momento.

O vizinho, um homem de 23 anos de idade, contou aos policiais que hoje, por volta das 5h da manhã, pegou um veículo GM Corsa de cor vermelha emprestado para buscar a droga, que estava às margens da BR-463; disse, ainda, que comprou os 133,5 quilos de maconha; 23,8 de sementes de maconha; 5,8 quilos de skank; 800 gramas de uma substância aparentando ser a maconha marroquina; e, 100 gramas de haxixe e que pretendia revendê-los na cidade de Dourados.

Ao todo foram apreendidos 164 quilos de entorpecentes. Um prejuízo ao crime estimado em mais de 260 mil reais.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde os dois detidos permaneceram à disposição da Polícia Judiciária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha
BR-262
Homem morre ao ficar preso entre as ferragens após carro cair em valeta de rodovia no MS
POLÍCIA
Drone, drogas e celulares são apreendidos pelo DOF momentos antes de chegarem aos internos da PED
SAÚDE
Covid longa: pacientes 'recuperados' podem ter problemas de raciocínio e memória, aponta pesquisa