Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021

'Maníaco da Flor' é principal suspeito de matar e queimar mulher nua

'Maníaco da Flor' é principal suspeito de matar e queimar mulher nua

26 setembro 2013 - 13h00
Midiamax



Um dos namorados de Viviane Rodrigues Matos, conhecido pelo apelido de 'Maníaco da Flor', é apontado por amigas dela como o principal suspeito de ter matado a mulher, encontrada com o corpo parcialmente queimado na região do Parque dos Poderes no último dia 6.

Viviane tinha 31 anos e morava em Campo Grande havia quatro. As suspeitas sobre o 'Maníaco da Flor' é confirmada por pessoas que conheciam a mulher e contam que ela tinha três 'namorados'. Além disso, atuava em uma boate na região norte da cidade levando clientes para consumir bebidas.

Ela ganhava R$ 2 a cada dose de bebida vendida para os acompanhantes, e não era 'fixa da casa'. O sujeito apelidado pelas mulheres como 'Maníaco da Flor' seria o mais violento dos namorados de Viviane.

No dia em que o corpo foi encontrado queimando no Jardim Veraneio, ela deixou a boate por volta das 3 horas. “Ela disse que iria encontrar com um namorado e depois disso não a vimos mais. Uns pensavam que ela estivesse dormindo aqui mesmo na boate, enquanto outros acreditavam que ela tinha ido para casa dela, que é aqui nas proximidades”, afirmou uma das freqüentadoras.

Quanto ao comportamento, quem a conheceu afirma que era bastante alegre e comunicativa. "Sempre que saia daqui para ir embora para a casa dela ou encontrar com um namorado, ela acenava e não apresentava qualquer problema", conta uma das amigas.

De acordo com o laudo necroscópico, Viviane foi atingida por um objeto pesado, que não chegou a fraturar o crânio mas que foi suficiente para provocar hemorragia e para que ela perdesse os sentidos. Não foi possível detectar se o fogo foi ateado ao corpo enquanto ela ainda respirava, pois os pulmões ficaram totalmente carbonizados.

Pequenos ferimentos na região do joelho deixam a hipótese do corpo ter sido arrastado após a morte ou ser provocado ao Viviane se debater na tentativa de conter as chamas. A polícia tem afirmado que está muito próximo de prender o responsável pelo crime.

Em um suposto perfil de Viviane no Facebook, a reportagem apurou que ela havia marcado como status de relacionamento a opção 'em um relacionamento sério'. Além disso, há na sessão 'sobre' da página referência a uma relação. A inscrição, provavelmente feita pela mulher, ou por alguém que tenha acesso ao perfil, diz 'casada com C.L.'.

Outro detalhe que chama a atenção é o fato de que o perfil foi atualizado no último dia 14, ou seja, oito dias após a morte da mulher. Nesta data, a página de uma emissora local de televisão foi 'curtida'. A hipótese mais provável é de que outra pessoa tenha a senha de acesso ao perfil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORPO DE BOMBEIROS
Mais 100 bombeiros são enviados para combate aos incêndios no Pantanal
DEFESA DO CONSUMIDOR
Procon-MS divulga nova pesquisa de variação de preços dos produtos da Cesta Básica
POLÍTICA
Instalada comissão da Câmara que vai analisar PEC dos precatórios
SAÚDE
Governador volta a reforçar a importância de todos se vacinarem