terça, 23 de abril de 2024
CAMPO GRANDE

Motorista de aplicativo é preso após abusar sexualmente de três passageiras

09 junho 2022 - 13h00Por PC-MS

O motorista de aplicativo A.S.V., 38 anos, foi preso temporariamente, na manhã desta quinta-feira, 09/06, por uma equipe da Seção de Investigações Gerais (SIG) da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), de Campo Grande-MS.

Além da vítima que registrou a ocorrência no último dia 06/06, de estupro tentado, até o momento, o homem é suspeito de ter importunado sexualmente e estuprado outras duas passageiras.

Ele tinha sido capturado pela Polícia Militar (PM), no dia 07/06, mas como não estava mais em estado flagrancial, foi ouvido e liberado. No entanto, como as evidências coletadas apontavam que ele realmente teria abusado sexualmente de outras passageiras, cujos boletins de ocorrência já haviam sido registrados, considerando que a forma como praticou o delito e demais elementos de informação coletados são semelhantes, a delegada responsável pelo caso, Ana Luiza Noriler da Silva Carneiro, solicitou a prisão temporária, que foi autorizada pelo poder judiciário e cumprida hoje de manhã pela Polícia Civil.

Entenda o caso

No último dia 06/06, uma passageira de 28 anos, chegou de uma viagem, na Rodoviária de Campo Grande e solicitou um carro de aplicativo para chegar em casa. Acontece que no trajeto o motorista cancelou a viagem via aplicativo e começou a desviar a rota.

A passageira, que havia compartilhado a rota com o marido e estava com ele em uma chamada de áudio, começou a ficar desesperada quando percebeu que o motorista estava mal-intencionado. O motorista a agarrou e tomou o celular dela. Ela tentou abrir a porta para fugir, mas não conseguiu, então abriu a janela e conseguiu sair do carro correndo, tendo buscado ajuda em um posto de combustível de onde acionou a PM.

A PM apresentou a ocorrência na Polícia Civil e continuou em rondas, tendo conseguido localizar o indivíduo no outro dia. Ele foi levado até a Delegacia, mas como já tinha passado o flagrante, foi ouvido e liberado. No entanto, a delegada responsável pelo caso solicitou a prisão temporária dele, diante da necessidade de conclusão das diligências nos inquéritos policiais em andamento, que foi cumprida hoje de manhã por uma equipe da DEAM.

De acordo com a Dra Ana Luíza, assim que terminar o prazo da prisão temporária, será solicitada a conversão para preventiva, se assim for necessário para garantir a aplicação da lei penal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa