Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Mulher registrou ocorrência contra o marido 4 dias antes de morrer

06 dezembro 2012 - 16h30
Tanamidianavirai



Maria da Conceição Medina, de 41 anos, que foi vitima de seu marido Lincol Souza Lima, de 54 anos, onde após um desentendimento entre ambos ele a atingiu com um facão e desferiu vários golpes contra a mulher causando vários ferimentos graves em seus braços a levando a morte. Ela havia registrado queixa contra o seu marido no último dia 29, quatro dias antes dele cometer o crime.

Segundo informações repassadas pela delegada da DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher), Dra. Claudia, no último dia 29 de Novembro, foi feito uma denuncia anônima informando de que uma mulher residente na rua Pelotas estava sendo frequentemente espancada pelo marido. Ao receber a denuncia, os policias da DAM se dirigiram até a referida residência onde encontraram Maria que foi convidada para ir até a Delegacia da Mulher a fim de prestar esclarecimento quanto a denuncia já que a polícia não tinha até o momento conhecimento algum de agressão contra ela.

Na delegacia Maria em conversa com a delegada, confessou que há tempos vinha sendo agredida tanto fisicamente como verbalmente pelo marido, e que ele sempre após a agressão ainda a ameaçava de morte caso ela contasse para alguém.

Maria relatou ainda ter sido agredida pela ultima vez no dia 03 de Novembro, quando seu marido Lincol chegou em casa embriagado e começou a espanca-la fisicamente. Maria disse também que durante a agressão ocorrida no dia 03 de Novembro, ela foi jogada contra o chão pelo seu marido, vindo a bater a região das costas, e que até então sentia muitas dores na região lombar. Maria relatou ainda que após ser agredida Lincol a ameaçou dizendo “se você me denunciar a policia, vou cortar você em picadinhos”, o que levou a mulher diante da ameaça a mais uma vez não denunciar o marido.

Após tomar o depoimento de Maria, a delegada Claudia requereu e encaminhou medidas protetivas a favor da vitima para o poder judiciário. A delegada informou que não houve prisão em flagrante de Lincol pelo fato do crime ter ocorrido à quase um mês antes dela ter tomado conhecimento do caso e assim feito do registro da ocorrência no dia 29 de Novembro, e não como nossa reportagem havia informado antes que Maria teria registrado uma ocorrência a cerca de um mês atrás.

De algum modo Lincol ficou sabendo de que a mulher teria o denunciado e na noite do dia 03 de Dezembro após uma discussão com Maria, ele de posse de um facão começou a desferir vários golpes contra a mulher, fazendo assim cumprir com o que ele teria dito antes, que se ela o denunciasse iria cortá-la em pedacinhos.

Maria ao receber os golpes de facão tentava se defender com as mãos os braços o que causou vários ferimentos graves, onde após ser socorrida não resistiu aos ferimentos ao passar por uma cirurgia de amputação de ambos os braços vindo a falecer.

Lincol foi preso pela Policia Militar logo após cometer o crime. Ele ele que já cumpriu pena por homicídio e tentativa de homicídio, agora vai responder por homicídio doloso consumado, onde se condenado pode pagar de 12 a 30 anos de prisão. Após ser preso Lincol foi levando para a Penitenciaria de Naviraí, onde se encontra a disposição da justiça local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIA DO CAMPO
Infraestrutura amplia competitividade do agro que registra números positivos mesmo na pandemia
ECONOMIA
Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix
SAÚDE
Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados
MAUS-TRATOS
PMA de Bonito autua em R$ 2 mil homem de 24 anos que carregou e matou cachorro do irmão por vingança