domingo, 14 de abril de 2024
FALSIDADE IDEOLÓGICA

Patrão desconfia de atestado de 11 dias e descobre que funcionária falsificou assinatura de médica

29 setembro 2022 - 09h30Por G1-MS

Uma médica, de 26 anos, procurou a Polícia Civil em Campo Grande após descobrir que uma paciente havia falsificado um atestado com sua assinatura e carimbo para tirar 11 dias de descanso. O caso foi registrado como falsidade ideológica na tarde desta quarta-feira (28).

Conforme o registro policial, o caso foi descoberto após a mulher, de 26 anos, apresentar ao gerente do restaurante onde trabalha um atestado de 11 dias para justificar as faltas. O documento justificava as ausências da funcionária apontando que ela teria cálculo renal.

Desconfiado da situação, o gerente do estabelecimento ligou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Coronel Antonino, onde teria ocorrido a consulta. Ele encaminhou uma foto do documento à enfermeira responsável e pediu que a veracidade do documento fosse investigada.

A imagem foi mostrada a médica. Ela reconheceu sua assinatura e seu carimbo, mas identificou que a data em que o documento falsificado foi assinado, 18 de setembro, não estava de plantão na unidade de saúde.

No depoimento a polícia, a médica disse que não sabe como a mulher teve acesso ao talão de folhas de atestado e como o documento foi falsificado, já que não havia perdido nenhum dos seus carimbos.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro e será investigado como falsidade ideológica com documento público.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa