Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
Cerro Alegre Empreendimentos Imobiliários
R$ 90 MIL

PMA autua motorista de caminhão boiadeiro por maus tratos ao deixar gado no veículo com fome e sede

02 junho 2021 - 08h00Por PM-MS

Uma equipe da Agência Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO) acionou à Polícia Militar Ambiental de Cassilândia ontem (1) às 15h30, para averiguação de maus-tratos a 30 animais bovinos em um caminhão em um posto de combustível, localizado à rodovia MS 306, a 1 km da cidade. Os Policiais Militares Ambientais foram ao local e, segundo os fiscais e testemunhas no posto, o motorista estava com o caminhão parado no local há mais de 24 horas e o gado estava sem alimento e sem água.

Os veterinários da IAGRO e os Policiais constataram que os animais já estavam extremamente debilitados, aglomerados e cambaleantes, devido à falta de água e alimento. Na nota fiscal e Guia de Transporte Animal (GTA) constava que o veículo carregara no município de Inocência e seguiria para o município de Coronel Sapucaia, porém, os fiscais suspeitam que estava parado, porque sairia irregularmente para o estado de Goiás, caso comum encontrado pela fiscalização da Agência Sanitária na região.

O motorista (26), residente em Paranaíba, afirmava que o caminhão havia parado de funcionar, por esta razão, estava parado no posto, porém, de fato ele havia adulterado o veículo, exatamente para tentar burlar a fiscalização da IAGRO, caso fosse encontrado. O infrator havia retirado a mangueira de combustível que liga o tanque à bomba injetora, para o veículo não funcionar. Assim que os Policiais ligaram a mangueira o caminhão funcionou normalmente. Os Policiais calculam que ele estava parado no local, em virtude da fiscalização da agência sanitária (IAGRO) que estava na saída para o estado de Goiás.

O veículo e o gado foram apreendidos. O motorista foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Cassilândia e telefonou a um advogado que o acompanhou. Ele responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente pela PMA e foi multado em R$ 90.000,00 por maus tratos aos animais. A Polícia Militar Ambiental deixou o gado apreendido sob cuidados da Agência Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO).

Gado debilitado por fome e sede no veículo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESENVOLVIMENTO
Primeiro do País a identificar potenciais hidrelétricos, MS é case de sucesso na busca por oferta de
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Militar apreende adolescente que transportava mais de 20 quilos de maconha
AGRO
Campanha quer conscientizar para produção de alimentos seguros e seus benefícios
POLÍTICA
Diretor da Precisa diz não ter participado de negociação da Covaxin