Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Sanesul - Ranking Valor Econômico
MEIO AMBIENTE

PMA fiscaliza 15 embarcações e acampamentos no rio Miranda

Foram autuados dois por pesca ilegal e apreendidos petrechos ilegais de pesca

28 março 2021 - 10h00Por PM-MS

A Polícia Militar Ambiental de Miranda realizou fiscalização no rio Miranda, desde a ponte do Distrito do Salobra, até a região conhecida como Maria do Rosário, ontem (27) desde a madrugada até o início da noite, vistoriando vários acampamentos de pesca e abordou 15 embarcações com pessoas em atividade de pesca amadora, quatro acampamentos e pescadores que praticavam a pesca no barranco do rio e todos foram orientados sobre as normas de pesca.

Durante os trabalhos, dois pescadores foram autuados por pesca ilegal. Um paranaense (39), residente em Curitiba (PR) e um morador de Dourados (38), que pescavam em locais deferentes e estavam sem a licença ambiental de pesca. Com os infratores foram apreendidos dois molinetes com varas. Eles ainda não haviam capturado nenhum pescado no momento da abordagem. Cada pescador foi autuado administrativamente e multado em R$ 300,00.

ALERTA - A pesca sem licença não é crime ambiental, porém, a PMA alerta que é documento necessário para a pesca no Estado e sua falta caracteriza-se como infração administrativa, que prevê, além da multa mínima de R$ 300,00 até a máxima de R$ 10.000,00, a apreensão de barco, motor, produto e material da pesca, bem como veículos utilizados.

PETRECHOS ILEGAIS

Durante os trabalhos também foram apreendidos 27 anzóis de galho e dois espinheis com 20 anzóis cada um. Os proprietários dos petrechos ilegais não foram identificados. Uma das maiores preocupações da PMA é relativa à retirada dos rios desses petrechos proibidos que são armados por infratores, principalmente as redes de pesca, que além do alto poder de captura e depredação de cardumes, existe muita dificuldade de se prender os autores devido ao pouco tempo de exposição para armá-los nos rios.

Policial cortando anzol de galho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Falta de material e custos impactam a indústria da construção
ECONOMIA
Cai tempo médio para abertura de empresas no país
Prazo era de 5 dias e 9 horas em 2019 e hoje está em 47 horas
LEGISLATIVO DE MS
Neno Razuk solicita a Sejusp a compra de veículos para patrulhamento rural em Ponta Porã
MARACAJU
Polícia Militar apreende mais de meia tonelada de entorpecentes