Menu
Busca segunda, 14 de junho de 2021

Polícia Federal realiza prisões e desarticula quadrilha em MS

Polícia Federal realiza prisões e desarticula quadrilha

19 abril 2012 - 15h10
Midiamax


A Polícia Federal iniciou nesta quinta-feira (19) a operação Trovão, que combate uma organização criminosa especializada na distribuição de maconha e cocaína a partir de Ponta Porã, a 340 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai.

Até o momento, informações não confirmadas relatam que onze pessoas foram presas e quase uma tonelada de maconha foi apreendida. A operação mobiliza mais de 160 policiais federais que cumprem 31 mandados de busca e oito mandados de prisão em quatro estados brasileiros.

A quadrilha atuaria, segundo as investigações preliminares, em São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. MS seria o ponto de partida para os carregamentos de entorpecentes, que seriam comprados em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia separada de Ponta Porã apenas por uma avenida.

A partir da cidade sul-mato-grossense, o transporte é feito com automóveis de passeio, veículos de carga e também pessoalmente, por meio de bolsas ou pessoas que ingerem pequenas quantias. A droga era entregue a outros membros que cuidavam da guarda e da distribuição.

Outros pontos identificados como destino da droga seriam os estados de São Paulo e da Bahia. A conhecida "rota caipira do tráfico" era utilizada pela Organização Criminosa para o transporte da droga, passando pelas regiões de Assis, Tupã e Marília.

Em decorrência das investigações, foram formalizados 7 flagrantes que resultaram na prisão de 11 pessoas e a apreensão de quase 1 tonelada de maconha, uma arma de calibre restrito, aproximadamente 10 kg de cocaína, além da identificação de uma célula ligada ao responsável pelo cometimento reiterado de assaltos à sacoleiros que trafegam nas rodovias que cortam o interior de São Paulo.

O núcleo da Organização Criminosa se encontra na cidade de Tupã, de onde derivou o nome da operação. A origem do nome da Operação, segundo estudiosos da mitologia tupi, Tupã seria um ente desconhecido que troveja e mostra seu poder pelo raio.

A Polícia Federal não revelou detalhes sobre as prisões, mas comunicou que fornecerá mais informações logo mais, às 10h, com uma coletiva na delegacia de Marilia (SP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE DO HOMEM
SES realiza capacitação para profissionais da Atenção Primária de Saúde
INOCÊNCIA
Polícia Militar prende homem por perturbar a tranquilidade e danificar carro de pai idoso
JUSTIÇA
Barroso suspende quebra de sigilo de dois servidores da Saúde em CPI
POLÍTICA
Lira: relatores da reforma tributária serão definidos nesta semana