Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
Prefeitura Municipal de Dourados - Nota Dourados - Setembro 2021
CAMAPUÃ

Polícia Militar encerra festa clandestina e conduz 11 pessoas à Delegacia

28 junho 2021 - 10h30Por PM-MS

A Policia Militar encerrou uma festa clandestina na manhã do domingo (27), por volta das 06h30, e deteve 11 pessoas por infração de medida sanitária preventiva. A festa acontecia na rua do Frigorifico, no Parque Alvorada no local conhecido como “Chácara do Elvis” em Camapuã.

A guarnição de serviço foi acionada para atender denúncias de perturbação do sossego, chegando em local todo escuro e com várias pessoas, sendo que algumas conseguiram fugir pulando o muro.

Ao avistarem a viatura, o som foi desligado imediatamente. No portão de entrada estava uma Fiat Toro com caixa de som. Um homem de 21 anos se identificou como o responsável pelo veículo.

Ainda de acordo com apurado pelos policiais militares, um adolescente de 17 anos relatou ser o organizador do evento, e afirmou ter pagado R$ 50 de aluguel de um total de R$ 250. No local os policiais encontraram garrafas vazias de vodka e energéticos além de apetrecho para uso de Narguilé.

Durante o procedimento policial, apenas um jovem de 22 anos teve que ser algemado, pois, resistiu a acatar as ordens dos militares.

No local os policiais também apreenderam uma motocicleta que apresentava sinais de adulteração na numeração do chassi e motor.

Por haver a presença de três adolescentes na festa, os policiais acionaram o Conselho Tutelar, que acompanhou os procedimentos necessários.

Todos os envolvidos foram encaminhados para Delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado como infração de medida sanitária preventiva, resistência e perturbação do sossego.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESENVOLVIMENTO
Primeiro do País a identificar potenciais hidrelétricos, MS é case de sucesso na busca por oferta de
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Militar apreende adolescente que transportava mais de 20 quilos de maconha
AGRO
Campanha quer conscientizar para produção de alimentos seguros e seus benefícios
POLÍTICA
Diretor da Precisa diz não ter participado de negociação da Covaxin