Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
CARBONERA - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO
APARECIDA DO TABOADO

Polícia Militar prende dois homens por cometerem violência doméstica

03 maio 2021 - 15h00Por PM-MS

Nesse final de semana (30/04 a 02/05), policiais militares da patrulha urbana de Aparecida do Taboado  atenderam duas ocorrências de violência doméstica que culminaram na prisão de um homem de 37 anos e outro de 39 anos por cometerem lesão corporal e ameaça contra suas esposas. Veja mais detalhes!

No sábado (01), policiais militares compareceram em uma residência localizada na Rua Princesa Maria da Gloria, no Jardim Imperial, onde a solicitante informou que seu marido teria iniciado uma discussão por motivos fúteis e passou a agredi-la com socos e segurando-a pelos cabelos pressionou seu rosto contra o asfalto, ainda informou que ao tentar se defender acabou causando lesões em seu esposo. A mulher possuía uma lesão no nariz, no joelho esquerdo, na mão direita e cotovelo esquerdo. Uma testemunha que estava pelo local disse aos policiais que a vítima e ela teria também sofrido ameaças por parte do indivíduo.

Assim, o homem de 37 anos foi detido e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

Já no domingo (02), por volta das 17h40, policiais militares, após solicitação via 190, foram até a casa localizada na Rua Goiana, no Jardim Morumbi, onde estaria ocorrendo um violência doméstica.

No local, a solicitante disse aos policiais que seu esposo fez uso de bebida alcoólica, discutiu com o filho dela e em seguida pegou uma faca e partiu para cima dele. A senhora informou que entrou na frente para evitar um mal maior, mas ele a empurrou violentamente contra a parede e ela acabou atingindo seu cotovelo esquerdo num botijão de gás, e que estava com muita dor na região. A cidadã informou que seu filho conseguiu fugir do padrasto dele e que seu marido disse que mataria todos se o denunciasse. Todos os fatos foram presenciados pelos demais filhos do casal, os quais confirmaram a declaração da mãe.

O autor da violência doméstica estava alterado e na presença dos policiais proferia a todo tempo que mataria seu enteado e beberia seu sangue. Diante da situação, o homem de 39 anos recebeu voz de prisão e foi levado para a delegacia de Polícia Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Anvisa determina recolhimento de lotes da CoronaVac
LEGISLATIVO DE MS
Projeto que reduz conta de luz está entre os previstos para a sessão desta quarta-feira
DARK MONEY
Polícia Civil deflagra operação de combate a corrupção em Maracaju
MAUS-TRATOS
PMA autua paulista por maus tratos, devido a 8 animais bovinos mortos por falta de alimento