Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021

SIG prende acusados de assalto aos irmãos Sato; polícia procura chefe do bando

17 maio 2012 - 10h26Por Dourados Agora
Dois homens presos ontem, durante operação do Serviço de Investigação Geral (SIG), confessaram participação no assalto aos irmãos Sato.

Conforme noticiou o Douradosagora, os feirantes Edson Hirashi Sato, de 42 anos, e Milton Tadeshi Sato, de 41 anos, foram rendidos e sequestrados, em 8 de maio, no momento em que montavam as barracas para a feira que aconteceria no dia seguinte no bairro Cabeceira Alegre.

A quadrilha deixou os Sato amordaçados numa mata, sob a mira de armas, e levaram a pick-up F 4000, da cor prata. Na mesma noite, a Polícia Militar de Coronel Sapucaia prendeu Rodrigo Roque da Silva, de 26 anos.

A partir da prisão de Rodrigo, o SIG iniciou as investigações para chegar aos comparsas. O juiz da 1ª Vara Criminal, Rubens Witzel Filho representou pela prisão temporária dos suspeitos e ontem, durante mandado de busca e apreensão, prenderam Fabricio Fonseca Calegari, de 29 anos e Ernesto Garcia, de 29 anos. O suposto chefe do bando, Marcos Ferreira de Souza, de 30 anos, está foragido. A operação ocorreu simultaneamente nos bairros Altos do Indaiá, Jardim Flórida I e II e ainda Vila Aurora.

De acordo com o SIG, Marcos Ferreira, o ‘Marcão’ era o responsável em organizar o plano de assalto, escolher local e vitima; Rodrigo negociava e comercializava o produto roubado no lado paraguaio. No caso do roubo da F400, ele venderia o veículo ao preço de R$ 15 mil e dividiria o valor com os demais do bando. Já, Fabricio participava do assalto e ficava responsável em ficar no cativeiro com a vitima até o fato ser consumado e Ernesto apoiava o bando.

Todos os acusados pela Policia Civil, tem passagens. Marcos, por assalto e tráfico, com Rodrigo; Fabricio, por tentativa de homicídio e Ernesto por porte ilegal de arma de fogo.

A polícia não descarta participação deles em outros assaltos na cidade. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a polícia, deve ligar para o telefone 190 (Polícia Militar) ou 199 (Guarda Municipal). A ligação é gratuita e pode ser anônima. Também pode acionar o Serviço de Investigação Geral (SIG) pelo telefone 3411.8080 e o 2º Distrito, 3424.6911 e 3424.5842.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Policiais prendem agressor por violência doméstica
EDUCAÇÃO
MEC divulga escolas que receberão apoio do Programa Brasil na Escola
NOTÍCIAS
Sessão pública identifica candidatos do processo seletivo do Programa de Residência Judicial
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende segundo envolvido em racha, que causou a morte de jovem de 22 anos no sábado