Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021

Táxista morto na saida de show em Campo Grande será sepultado hoje

27 agosto 2011 - 07h50
Sepultamento será no final da tarde de hoje na capital

Campograndenews

O taxista Daniel Manoel Dudu morto na mannhã de ontem sexta-feira (26) após uma tentativa de assalto está sendo velado Capela Campo Grande, atrás da Capela da Pax Nacional que fica na Avenida Marechal Deodoro. O enterro será no final da tarde de hoje sábado(27), às 16h no Cemitério do Cruzeiro.

Daniel foi baleado com dois tiros na cabeça por volta das 6h, no Jardim Nascente do Segredo. Segundo os companheiros de trabalho, ele havia pegado uma corrida na saída de um show, realizado no Estádio Morenão.

O taxista foi encontrado por moradores caído ao lado do táxi, na Rua Gastão, em frente a um terreno abandonado. O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou o taxista para o posto de saúde Coronel Antonino, mas devido a gravidade dos ferimentos ele acabou transferido para a Santa Casa.

Após encontrarem uma sandália feminina no banco do carro. Policiais chegaram a uma adolescente de 17 anos. Ela foi apreendida no início desta tarde, acusada de participar do assalto seguido de homicídio.

Segundo informações da Polícia Militar, a garota confirma que pegou o táxi junto com o namorado Wesley Oliveira dos Santos, de 18 anos, que está foragido. Ele tem passagens por tráfico de drogas e roubo de quando ainda era menor de idade. Os dois saíram do show no estádio Morenão por volta das 6h e ao chegar perto da residência, no bairro Campo Novo, cometeram o crime.

Ela alega que não sabia que o namorado estava armado e que a intenção não era assaltar o taxista. Ainda de acordo com ela, os disparos só aconteceram após uma discussão. A corrida teria ficado em R$ 60 e os adolescentes não tinham dinheiro para pagar, então, Wesley disse que iria em casa pegar mais dinheiro e iniciou uma discussão, que terminou nos dois disparos de arma de fogo. A garota não detalhou se o namorado estava armado quando saiu do show ou pegou o revólver em casa.

UNEI - A adolescente foi ouvida pelo polícia e encaminha a uma UNEI (Unidade Educacional de Internação). De acordo com testemunhas, a garota estava embriagada quando foi apreendida. Na casa dela havia porções de cocaína e maconha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Vítimas de naufrágio no Pantanal de MS faziam churrasco quando vendaval virou barco no rio Paraguai
GERAL
Ação global em defesa do clima reúne mais de 20 países
Evento terá shows simultâneos ao redor do mundo
SAÚDE
Comissão geral debate nesta terça-feira políticas públicas de apoio a vítimas de Covid-19
MEIO AMBIENTE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável