Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

Viatura é destruída por vândalos e PMs agredidos em Angélica

03 janeiro 2013 - 15h10
Ivinoticias



O início de ano para a Polícia Militar de Angélica não foi muito bom, no final da madrugada por volta das 04h30 a guarnição da PM realizava policiamento preventivo no evento da virada de ano na Avenida Stefan Dudas, em frente à lanchonete do Dudu. Sendo que o som que a banda estava tocando já tinha sido desligado, porém no local havia um veículo VW/Saveiro de cor preta de propriedade de Ailton Scaliote Zili com o som ligado em volume muito alto.

A guarnição optou em pedir para que o proprietário desligasse o som devido avançar o horário, enquanto os policiais se aproximavam do veículo, um menor gritou que se alguém desligasse o som, ele ia bater nos policiais, neste momento a guarnição optou por deter o menor pela ameaça, sendo que o mesmo ofereceu resistência agredindo os policias com socos e chutes, enquanto a guarnição tentava deter o menor e colocá-lo no banco de trás, outro menor começou a obstruir e evitar fazê-lo, tentando tirar o outro menor do poder dos policiais, agredindo-os com chutes.

O menor que tentava impedir os trabalhos dos policiais, se afastou do local e arremessou uma garrafa na direção dos policiais, depois deste ato as pessoas que ali estavam começaram a arremessar garrafas em direção dos policiais e da viatura. Uma destas garrafas atingiu a cabeça de dois soldados, que resultaram em cortes na cabeça.

Devido à grande quantidade de garrafas arremessadas, resultaram em danos de grande monta na viatura policial, dentre eles o vidro traseiro e o vidro lateral traseiro quebrados amassados no teto, porta dianteira direita, na porta traseira esquerda, no capô e na roda traseira direita.

Durante a apreensão do menor, o mesmo sofreu uma lesão no olho direito proveniente também das garrafadas. Os policias militares reconheceram entre algumas pessoas qualificadas três adolescentes de 17 anos, os mesmos proferiram as seguintes palavras "seus bostas, são todos p.. .. .., seus otários".

Quando conseguiram colocar o menor que ameaçou os policiais na viatura, dirigiram até o hospital para que um dos soldados pudesse receber atendimento médico, em seguida conduziram o menor até a delegacia onde permaneceu até que os policiais retornassem ao local para conduzir os demais autores. Na delegacia um soldado deu por falta do HT – rádio comunicador – que fizera o uso durante o plantão, HT este que pertence a carga da Polícia Civil de Angélica que estava emprestado para o soldado. Durante a procura pelo referido HT, foi encontrado apenas estilhaços do mesmo no local dos fatos.

Conforme apurou o Ivinoticias será realizado uma investigação para chegar nos demais envolvidos a destruição da viatura e as agressões aos policiais que mesmo não sendo todos identificados cerca de 20 pessoas participaram do ato, salientando que a viatura além de realizar ocorrências policias também realizava serviços as necessidades da população servindo as vezes como ambulância e devido ao fato lamentável o município se encontra sem este serviço.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: estados pedem manutenção de financiamento de leitos de UTI
PONTA PORÃ
Após denúncia Polícia Militar apreende contrabando de cigarros em veículo
SAÚDE
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos
POLÍTICA
Guedes diz que reforma administrativa será moderada