Menu
Busca segunda, 10 de maio de 2021

Aliados não descartam novo imposto para financiar saúde

30 agosto 2011 - 16h40
Aliados não descartam novo imposto para financiar saúde

Agência Estado


Em almoço com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, líderes de partidos aliados discutiram proposta para aumentar o repasse de recursos para a área da saúde. Uma das propostas é aumentar o valor e o repasse de impostos já existentes, como o DPVAT (seguro obrigatório pago pelos carros). Outra ideia é a taxação de jogos como bingo e o aumento de repasse dos recursos oriundos da exploração do pré-sal (os royalties do petróleo) para a Saúde.



Os líderes não descartam, no entanto, a criação de um novo imposto, a CSS (Contribuição Social para a Saúde). Esse imposto é semelhante à extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). "Precisamos de uma fonte extra. Eu não diria que a CSS está fora da mesa", admitiu o líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). "Eu, como deputado e não como líder, defendo a CSS. Precisamos parar de demonizar", completou o líder.


O aumento de recursos para a Saúde está previsto na regulamentação da Emenda 29, que define gastos da União, dos Estados e municípios para a Saúde. A votação da proposta está prevista para o dia 28 de setembro. "Até esse dia, acho bom o governo ter uma proposta e construir uma alternativa", observou Vaccarezza. A ideia é reunir os governadores de Estado para discutir alternativas de financiamento da Saúde.


Deixe seu Comentário

Leia Também

DIA DO CAMPO
Infraestrutura amplia competitividade do agro que registra números positivos mesmo na pandemia
ECONOMIA
Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix
SAÚDE
Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados
MAUS-TRATOS
PMA de Bonito autua em R$ 2 mil homem de 24 anos que carregou e matou cachorro do irmão por vingança