Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021

Bernal e vereadores são diplomados durante cerimônia conturbada

Bernal e vereadores são diplomados durante cerimônia conturbada

19 dezembro 2012 - 17h30
G1 MS

O prefeito eleito Alcides Bernal (PP) foi diplomado na noite desta terça-feira, durante uma cerimônia conturbada, cheia de vaias e esvaziamento antecipado de parte da plateia que foi ao Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande, prestigiar o ato.

Além de Bernal, foram diplomados o vice-prefeito eleito, Gilmar Olarte (PP) e os 29 vereadores eleitos.

As vaias surgiram no momento do discurso do ex-governador Zeca do PT –, vereador mais votado que representou os parlamentares eleitos.

Terminada a entrega dos diplomas, Zeca foi discursar em nome dos eleitos para a Câmara. O ex-governador abriu a fala afirmando que este dia da diplomação era muito especial e representava o ápice de uma longa caminhada de campanha.

“Este ato é o final de um processo eleitoral e reconhecimento legal da vontade popular. 2013 anuncia-se como um ano de desafios”, disse. A partir daí, o ex-governador começou a tecer críticas e direcionou o discurso para sua trajetória e do partido, o que gerou revolta em parte do público.

Na plateia, vaias predominaram sobre os aplausos e várias pessoas – inclusive vereadores eleitos – deixaram o auditório enquanto Zeca do PT falava. Fato que fez a juíza eleitoral Eliane de Freitas Lima Vicente, que presidia a sessão solene, pedir para o público conter as manifestações.

De maneira conciliadora, o prefeito eleito afirmou que a administração será guiada pela cooperação, equilíbrio, respeito e harmonia.

“Vamos fazer trabalho focado nas pessoas, temos compromisso firmado com o desenvolvimento da nossa cidade e um compromisso maior em garantir qualidade de vida a nossa população”, disse. Para os vereadores, pediu que eles concedam “a mesma condição que foi dada a todos os prefeitos”.

Sobre as primeiras medidas que serão tomadas a partir de 1º de janeiro, Bernal destacou que “os 100 primeiros dias serão focados na reorganização da administração municipal e em ações voltadas para a saúde”, além de afirmar que vai fazer auditoria.

As contas de campanha reprovadas pela Justiça Eleitoral não preocupam o prefeito eleito. “Estamos tranquilos porque os números são extremamente positivos. O que pode ter ocorrido é uma formalidade. Mas a Justiça não pode suplantar a vontade popular”, afirmou.
Diplomados
Os vereadores suplentes foram os primeiros a serem chamados para receber o diploma. Magali Picarelli (PMDB), primeira a ser nominada pelo cerimonial, não compareceu à solenidade. Os outros oito marcaram presença: José Eduardo Cury (PTdoB), Marcos Alex (PT), Juliana Zorzo (PSC), Francisco Luís do Nascimento (PRTB), José Pedro Spina (PTB), José Chadid (PSDB), Jaqueline Hildebrand Romero (PP) e Aldo Eurípides Donizete (PPS).

Terminado o ritual dos suplentes, os vereadores eleitos receberam o diploma. São eles: Zeca do PT, Prof. Rose (PSDB), Paulo Siufi (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Delei Pinheiro (PSD), Dr. Jamal (PR), Flavio Cesar (PT do B), Carlão (PSB), Airton Saraiva (DEM), Grazielle Machado (PR), Herculano Borges (PSC), Gilmar Neri da Cruz (PRB), Elizeu Dionizio (PSL), Carla Stephanini (PMDB), Prof. João Rocha (PSDB), Mario Cesar (PMDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Otávio Trad (PTdoB), Paulo Pedra (PDT), Alceu Bueno (PSL), Chiquinho Telles (PSD), Eduardo Romero (PTdoB), Thais Helena·(PT), Luiza Ribeiro (PPS), Coringa (PSD), Ayrton de Araujo do PT (PT), Edson Shimabukuro - My Body (PTB), Cazuza (PP) e Chocolate O Jarbas (PP).

O prefeito eleito Alcides Bernal (PP) e o vice Gilmar Olarte (PP) fecharam a entrega de diplomas.
O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), desembargador Josué de Oliveira, disse que os eleitos foram habilitados para o exercício do cargo com a diplomação. Sem ela, ninguém pode exercer mandato, segundo ele. Oliveira frisou também que “a aprovação de contas não é requisito essencial para a diplomação”.

Recado aos eleitos

Em discurso antes do encerramento da cerimônia, a juíza eleitoral Eliane de Freitas mandou um recado para os eleitos, lembrando que o interesse público deve ser considerado em primeiro lugar.

“Os senhores eleitos são meros ocupantes temporários do poder, administram o que não lhes pertence. Por isso, espero que todos os eleitos cumpram com dignidade e compromisso o poder confiado pelo povo”, afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO HÓRUS
Polícia Militar apreende mercadorias de descaminho
PANDEMIA
Saúde confirma mais 1.522 infectados pela Covid e casos ativos passam de 12 mil em MS
POLÍTICA
CPI da Pandemia vai pedir que PF apure ameaças recebidas por senadores
CORONAVÍRUS
Com novos lotes, Mato Grosso do Sul soma 1.199.010 doses recebidas da vacina contra COVID-19