Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021

Candidatura na Capital e em Dourados não é balão de ensaio, diz líder do PSDB

12 setembro 2011 - 15h10
Candidatura na Capital e em Dourados não é balão de ensaio, diz líder do PSDB

Conjuntura Online

A candidatura do PSDB às prefeituras de Campo Grande e Dourados em 2012 não é um ‘balão de ensaio’, mas uma alternativa, avaliou o líder da bancada do partido na Assembleia Legislativa, Professor Rinaldo, em entrevista sábado ao Conjuntura, ao prestigiar o ato político promovido pelo PMN Mulher, denominado “Mulheres fazendo a diferença – o olhar feminino na política”.


“Não é um balão de ensaio, acho que o objetivo é ser uma alternativa. É preciso fortalecer a democracia para que as pessoas tenham a oportunidade de fazer sua escolha, isso é salutar”, declarou, referindo-se a candidatura do deputado federal Reinaldo Azambuja à sucessão do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB).


Na semana passada, o vice-presidente regional do PSDB, deputado estadual Márcio Monteiro, manifestou publicamente o desejo de o partido lançar candidatura também em Dourados, onde o partido hoje é aliado do prefeito Murilo Zauith (PSB).


“Assim como estamos trabalhando a candidatura do deputado federal Reinaldo Azambuja em Campo Grande, entendemos que o PSDB deva ir para a disputa também em Dourados”, colocou Monteiro, ao empossar os membros do partido no município, lembrando que a orientação da cúpula nacional tucana é lançar candidato a prefeito nos principais municípios de Mato Grosso do Sul.


O líder do partido na Assembleia disse que o PSDB perdeu muito em não ter participado de eleições majoritárias em pleitos anteriores e que agora é o momento de caminhar com as próprias pernas.


“O PSDB sempre foi parceiro do PMDB, que tem feito um trabalho brilhante, mas o Reinaldo colocou o nome dele para apreciação, e tem dado provas inequívocas de que não está brincando, está correndo atrás, discutindo com outras lideranças partidárias. O objetivo do Reinaldo é que o partido não só tenha candidatura nas capitais, mas no maior número possível de municípios”, enfatizou Rinaldo.


O deputado acredita numa eleição atípica em 2012 com a participação de vários partidos, uma vez que, além do PSDB, do PMDB e do PT, outros grupos políticos já manifestaram o interesse em concorrer às eleições.


Rinaldo se referiu, entre outros, ao DEM, que pretende lançar a candidatura do deputado federal Luiz Henrique Mandetta e ao PPS, do vereador Athayde Nery. O presidente regional do PDT, ex-deputado federal Dagoberto Nogueira também coloca seu nome como provável candidatura à sucessão de Nelsinho Trad.


“Acredito que esta vai ser uma eleição diferenciada, que vai ter não só uma turma no grupo A, e outra no grupo de oposição. É leitura que todos os líderes políticos de nosso Estado vem fazendo, uma eleição que deve ter no mínimo umas quatro candidaturas, e o Reinaldo é um nome que está sendo avaliado pelo partido, estamos acompanhando isso de perto pelas pesquisas, estive com ele ontem (sexta-feira) de manhã e ele está realmente otimista em sair candidato à prefeitura de Campo Grande”, reforçou o líder tucano.


Ele disse que o mesmo desejo de seu grupo político é disputar as eleições no segundo maior colégio eleitoral do Estado. “Dourados está da mesma forma, agora com o Murilo em um partido da base aliada da presidente Dilma, o PSDB tem esse projeto de disputar a eleição majoritária”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha
BR-262
Homem morre ao ficar preso entre as ferragens após carro cair em valeta de rodovia no MS
POLÍCIA
Drone, drogas e celulares são apreendidos pelo DOF momentos antes de chegarem aos internos da PED
SAÚDE
Covid longa: pacientes 'recuperados' podem ter problemas de raciocínio e memória, aponta pesquisa