Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
Prefeitura Municipal de Dourados: Campanha - Dourados Faz Acontecer
LEGISLATIVO

Capitão Contar pede apoio ao Governo Federal para disponibilização de medicamentos

22 março 2021 - 16h15Por Assessoria de Imprensa

O Deputado Estadual Capitão Contar enviou na sexta-feira (19), um ofício ao Ministério Da Saúde, para que disponibilize os medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19, na rede pública de saúde. 

No ofício, Contar explica que Mato Grosso do Sul está diante de uma situação assustadora! Com falta de leitos, medicamentos, profissionais de Saúde e imposição de restrições que impedem a população de trabalhar e manter o sustento de suas famílias.   

Em outro trecho do ofício diz:

“Estamos falando em cerca de R$ 493 milhões de reais decorrentes de suspensão do pagamento da Dívida do Estado com a União, R$ 6,5 bilhões de recursos transferidos para o Estado e Municípios e R$ 1,6 bilhões destinados para saúde. Tais recursos deveriam estar totalmente investidos no sistema de saúde, evitando a morte de pessoas, além de preservar o funcionamento das empresas do Estado e a manutenção dos empregos. Temos que destacar que Mato Grosso do Sul poderia sim ter investido todo esse recurso Federal em saúde, pois durante a Pandemia ainda contou aumento da arrecadação tanto com relação ao ICMS da agropecuária e agroindústria, como nos combustíveis, já que possuímos um dos impostos mais altos do País. Conforme dados do Portal da Transparência, durante a Pandemia, o incremento na arrecadação foi de mais de 16%, já que a receita saltou de R$ 15,6 bilhões para 18,2 bilhões”.

O parlamentar reforça o apelo: “Com o colapso da saúde e a constatação de que não há disponibilização de medicamentos para população peço que nos ajudem, enviem os medicamentos e não recursos em dinheiro”, completa.     

Em declaração recente disse ainda, “Estou propondo para o Ministro da Saúde que, disponibilize os remédios para o tratamento precoce, gratuitamente, para toda população, sem depender da ingerência e por que não dizer da incompetência dos estados e municípios”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Telessaúde credencia profissionais de Web Designer com remuneração de R$ 3 mil
MS
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
EDUCAÇÃO
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
PONTA PORÃ
Força Tática do 4º BPM intercepta comboio de veículos transportando mercadorias não legalizadas