Menu
Busca segunda, 10 de maio de 2021

Heitor inicia governo debatendo cooperação com o Paraguai

03 janeiro 2013 - 00h00Por Assessoria
O primeiro dia de trabalho para o prefeito Heitor Miranda dos Santos (PT) e seu vice, José Gomes Sobrinho (PSD), foi marcado por uma agenda internacional, logo após a posse dos secretários, ás 16h. Uma delegação de autoridades e políticos paraguaios, representando cidades e localidades próximas de Porto Murtinho, foi ouvir de Heitor como pretende viabilizar as propostas de cooperação biinacional defendidas em campanha.
Entre as principais preocupações estão listadas as necessidades de melhor atenção na assistência em saúde para para os paraguaios que vivem perto de Porto Murtinho, muitos trabalhando no Brasil, e a construção de uma ponte sobre o Rio Apa, ligando a Colônia Ingazeira à cidade de Vallemy, principal pólo cimenteiro na região de fronteira. Além desses objetivos, Heitor havia defendeu sem seu programa de governo a implantação de uma universidade trinacional, com investimentos dos governos do Brasil, Paraguai e Bolívia e sede em território murtinhense.

Para Heitor, é essencial que a política pública de saúde contemple, com iguais qualidade e atenção, brasileiros e paraguaios residentes na região. Ele disse ainda que espera contar com os congressistas de Mato Grosso do Sul em Brasília e vai procurar a bancada estadual e o governador André Puccinelli para apresentar e buscar apoio aos projetos de infraestrutura na fronteira, como a ponte sobre o Rio Apa.

ADESÕES - Para tornar viável a universidade trinacional, com base em Porto Murtinho, o prefeito contou que já tem a adesão entusiasmada de várias autoridades e lideranças políticas, entre as quais o senador Delcídio Amaral e os deputados federais Vander Loubet e Antonio Carlos Biffi. O ex-presidente Lula e a presidenta Dilma Roussef têm repetido que consideram prioridade estreitar os laços com os países vizinhos para fortalecer o Mercosul e potencializar a posição brasileira no continente.

Os visitantes aprovaram as idéias de Heitor, destacaram o ambiente de otimismo e hospitalidade e já deixaram algumas sugestões. Novos encontros serão realizados para dar encaminhamento às demandas mais importantes, especialmente a da saúde. Eles se queixaram bastante da falta de estrutura de assistência no Paraguai e confessaram depender do tratamento que é prestado pelos postos e hospitais murtinhenses.

A delegação paraguaia foi integrada por Justo Bausa, governador do Alto Paraguay; Celso Ovelar, intendente de Vallemy; Sergio Cuellar, intendente de Fuerte Olimpo; Domingo Duarte, intendente de Carmelo Peralta; Anibal Penayo e Diego Modena, presidentes dos legislativos de Carmelo Peralta e Forte Olimpo; Cesar Gonzales, vice-presidente do Legislativo de Forte Olimpo; Jorge Gracia, deputado do Alto Paraguai, e seu assessor Anselmo Gonzalez.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix
SAÚDE
Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados
MAUS-TRATOS
PMA de Bonito autua em R$ 2 mil homem de 24 anos que carregou e matou cachorro do irmão por vingança
CORONAVÍRUS
À Comissão da Covid-19 do Senado, Reinaldo Azambuja reforça importância de mais vacinas