domingo, 25 de fevereiro de 2024

Marçal quer o apoio dos maiores partidos pró Murilo

Marçal quer o apoio dos maiores partidos pró Murilo

05 junho 2012 - 14h00
Douradosagora


O deputado federal Marçal Filho (PMDB), pré-candidato a prefeito de Dourados, quer tomar os principais partidos que sustentam a base aliada do prefeito Murilo Zauith, que atualmente são 15. As convenções terão início no próximo domingo e serão encerradas no dia 30, conforme determina a legislação eleitoral. Até lá Marçal pretende ter ao lado dele o DEM, PSDB, PT e PDT. “Já estou em contato com as lideranças de todos esses partidos e nenhum deles ainda fechou com Murilo”, disse Marçal Filho.

O principal nome cotado como vice de Marçal é o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), grande aliado de Murilo Zauith, assim como o PT. “Estou aguardando uma posição dos democratas; acredito que até a semana que vem eles devam dar alguma posição”, relatou Marçal, informando ainda que, junto a líderes do PT em Dourados, recebeu a indicação de colocar Egon Krakhecke, que foi vice-governador de Zeca do PT, como seu vice. “Recebi esse convite porque a informação repassada a mim é a de que o PT não quer mais a Dinaci Ranzi como vice de Murilo, então está em aberto a indicação de Egon”, declarou Marçal.

Acontece que o PT está dividido entre três alas, sendo que uma delas defende a permanência de Dinaci com Murilo e a outra ainda está em cima do muro. Outro partido que também ofereceu um vice a Marçal foi o PDT, com o empresário Nicácio Canteiro.

Conversa

Se as negociações de Marçal Filho forem acertadas pelo menos metade dos 15 partidos que sustentam Murilo deve apoiar o PMDB. Na última semana Marçal esteve reunido com os principais caciques do PSDB, como o deputado Reinaldo Azambuja, presidente regional dos tucanos, e Maurício Peralta, presidente da legenda peesedebista em Dourados. Também teve reuniões com o PSL do deputado estadual Jorge Takimoto e o PSDC de Geraldo Sales.

Mas é o DEM o principal partido que Marçal aguarda uma posição. “Em Campo Grande e no cenário nacional eles estão aliados ao PMDB e com certeza queremos que isso se repita em Dourados”, declarou. Segundo Marçal, os vereadores do democratas na cidade são aliados a Murilo, porém os pré-candidatos não. “Por isso que tenho esperanças de ter o DEM como aliado”.

Questionado sobre uma possível intervenção para retirar sua candidatura a prefeito, Marçal foi enfático ao afirmar que não tem mais volta. “Fui escolhido pela pesquisa interna do partido e sou sim pré-candidato. Porém preciso de sustentação do partido”, explicou. A convenção do PMDB será realizada no dia 29. Nesse dia a legenda define ou não a candidatura de Marçal. “Essa data foi escolhida por causa da vinda do vice-presidente da república Michel Temer a Mato Grosso do Sul. “Não acredito em uma suposta intervenção para derrubar a minha candidatura”, finalizou Marçal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE

Colisão entre carro e carreta mata casal na BR-163

JARDIM TROPICAL

Jovem fica ferida após ter moto atingida por caminhão na Weimar

ECONOMIA

Saiba como o FGTS Futuro contribuirá para compra da casa própria

DOURADINA

Corpo de idoso é encontrado em decomposição