sexta, 01 de julho de 2022
ORDEM DO DIA

Política de Inclusão Social de Pessoas com Nanismo segue à sanção

07 junho 2022 - 12h00Por ALEMS

Os deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) apreciaram e aprovara três matérias durante a Ordem do Dia desta terça-feira (7). Foi analisada a redação final do Projeto de Lei 59/2022, de autoria do deputado Evander Vendramini (PP), que estabelece diretrizes para a Política Estadual de Inclusão Social de Pessoas com Nanismo, com o objetivo de proporcionar melhor qualidade de vida a essas pessoas no Estado de Mato Grosso do Sul. A matéria segue à sanção.

Segunda discussão

Outras duas matérias foram aprovadas em segunda discussão. De autoria do deputado Lucas de Lima (PDT), foi aprovado o Projeto de Lei 194/2021, que cria o Projeto Cultura-Cidadã, em Mato Grosso do Sul. A proposta consiste na adoção, por empresas com responsabilidade social, de bibliotecas, centros e casa culturais, museus, teatros e outras fontes de cultura. O projeto agora volta ao plenário, para análise de sua redação final.

Também em segunda discussão foi aprovado o Projeto de Lei 93/2022, de autoria do Poder Judiciário, que regulamenta o destino dos valores recolhidos para custear a indenização das diligências dos oficiais de justiça, após o prazo para o interessado requerer a devolução desses recursos. A matéria segue à sanção.  

Acordo de lideranças

O deputado e presidente da ALEMS, Paulo Corrêa (PSDB), solicitou aos parlamentares acordo de lideranças, que foi acatado pelos líderes, para definir o período de pauta de duas matérias, de autoria do Poder Executivo, que tramitam na Casa de Leis. “Teremos uma reunião com o governador Reinaldo Azambuja [PSDB] na próxima sexta-feira, e é necessário votar o projeto que ratifica o Protocolo de Intenções celebrado entre os Estados, para a constituição do Consórcio Interestadual sobre o Clima, Consórcio Brasil Verde. Amanhã a matéria será analisada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e votada em segunda discussão na quinta-feira [9], em sessão extraordinária. Em relação ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, a votação inicia no dia 8 de junho, e termina no dia 6 de junho, totalizando um prazo de quase 30 dias para análise da redação final em plenário e remessa para autógrafo, obedecendo ao que preconiza a lei”, explicou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 64,36 mil casos em 24h

TEMPO

Mato Grosso do Sul deve ter clima estável nesta primeira semana do inverno

GERAL

Receita Federal deixa de exigir autenticação de documentos

POLÍTICA

Rodrigo Pacheco defende parceria entre Poderes em favor da sociedade