Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Prefeitura investe na educação indígena em Amambai

Prefeitura investe na educação indígena em Amambai

02 maio 2012 - 15h45
Divulgação (TP)

Assim como faz nas escolas do perímetro urbano, a Prefeitura de Amambai vem realizando diversas ações nas aldeias, garantindo uma qualidade ainda maior no sistema de educação. Estas ações envolvem a construção de novas escolas, cursos para os professores indígenas e reformas e melhorias nas escolas já existentes.

A escola municipal polo indígena Mbo’eroy Guaraní/Kaiowá, a maior escola indígena de Amambai, possui 25 salas de aulas, compreendendo as salas do Sertão, Pandui, Patrimônio Caiuás e Katupiry. Oferece educação infantil, ensino fundamental e educação de jovens e adultos, perfazendo um total de 1.300 alunos regularmente matriculado, possui 63 professores, 32 funcionários administrativos e 04 coordenadores pedagógicos, o trabalho educativo é norteado dentro dos princípios de educação tradicional dos Guarani/Kaiowá.

As aulas são ministradas de forma bilíngue (Guarani / Português), sendo que os professores de educação infantil são todos indígenas habilitados com curso superior ou estão cursando os cursos Ará Verá (nível médio) ou Teko Arandu superior pela UFGD.

Uma das ações realizadas pela Prefeitura de Amambai é a formação dos professores, através de vários cursos, como o ARA VERÁ – funciona através de uma parceria entre o governo do estado para a formação de professores (magistério), atualmente 4 professores estão participando do curso; TEKO ARUANDU – parceria com a UFGD para formação de professores de nível superior, atualmente 5 professores estão participando do curso, com todas as despesas pagas pela Prefeitura; PROFA - Curso de formação de professores alfabetizadores – realizado pela Secretaria Municipal de Educação para todos os professores indígenas - uma vez por semana; OFICINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - realizado pela secretaria municipal de educação - uma vez por mês; CURSO DE LINGUÍSTICA - A Secretaria Municipal de Educação em parceria com Missão Evangélica Caiuás e a Associação Linguística Evangélica Missionária - ALEM, desenvolvem um Programa de Educação Intercultural Guarani, Guateka – Programa de Educação Bilíngue Intercultural Guarani-Terena-Kaiwá, por intermédio de profissionais da área de linguística e pedagogos. A presente proposta visa formar os profissionais em educação, que atuam nas escolas indígenas do município, para que a partir das pesquisas sociolinguísticas, estudos da língua e produção literária, possam elaborar materiais didáticos específicos em sua língua materna e estruturar o currículo especifico da língua guarani, ofertada desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental nas escolas indígenas municipais.

Além da formação dos profissionais em educação, a Prefeitura de Amambai está realizando várias obras nas aldeias, que incluem a reforma em ampliação da escola Guarani, com a realização das obras de construção de blocos sanitários, cozinha e pisos. Foram investidos mais de R$153.000,00 de recursos da Prefeitura de Amambai.

Estão sendo construídas também mais 3 escolas novas: Escola Pandui – construção de escola com 04 salas de aula, pátio coberto valor R$ 833.308,17 – em execução – recursos FNDE /Prefeitura de Amambai; Escola sertão – construção de escola com 02 salas de aula s valor R$ 250.879,30 – em execução- recursos FNDE/Prefeitura de Amambai e Aldeia Limão Verde – Brilho do Sol– construção de Escola com 02 salas de aula valor R$ 250.879,30 – recursos FNDE/Prefeitura de Amambai.

Mais de R$ 1.335.0.66,00 estão sendo investidos nas obras que vão garantir melhorias na qualidade da educação indígena em Amambai.

O prefeito Dirceu Lanzarini ressaltou a importância da comunidade indígena para Amambai e destacou que estas obras estarão contribuindo para o fortalecimento da educação no município de Amambai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos