terça, 16 de abril de 2024
POLÍTICA

Projeto reconhece necessidade de porte de arma a vigilantes de empresas privadas

22 setembro 2022 - 15h00Por ALEMS

Começou a tramitar nesta quinta-feira (22) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) o Projeto de Lei 240/2022, que trata sobre atividade de risco e porte de armas. A proposta “reconhece o risco da atividade e a efetiva necessidade do porte de armas aos vigilantes patrimoniais e de transporte de valores de empresas de segurança privada”.

De acordo com a justificativa do projeto, as atividades de vigilante patrimonial e de transporte de valores, são de alto risco e é intrínseco a essas funções o “alto grau de periculosidade”. Essa condição, conforme a proposta, justifica a autorização para o porte de arma de fogo.

O projeto será analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). Caso receba parecer favorável quanto à constitucionalidade, será votado pelos parlamentares nas comissões de mérito e em sessões plenárias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa