Menu
Busca quinta, 15 de abril de 2021

Reinaldo Azambuja vai cobrar de secretários cumprimento de metas

Reinaldo Azambuja vai cobrar de secretários cumprimento de metas

27 novembro 2014 - 09h00
Em encontro com os deputados estaduais nesta quarta-feira (26), o governador eleito Reinaldo Azambuja afirmou que os secretários, em seu governo, terão metas para serem cumpridas e será cobrada eficiência em cada pasta. “Cada secretário que assumir no nosso governo vai ter metas estabelecidas e vai assinar um contrato com o governo que eles têm que cumprir durante os anos em que vão representar o Estado”, antecipou. “São metas importantes de melhoria na eficiência, desempenho das atividades, tanto no setor saúde, segurança pública, educação e outros ambientes do governo que são importantes. Discutir gestão e eficiência é importante porque melhora a gestão do governo com a população, que é o nosso objetivo”.

Em coletiva após o encontro na Assembleia Legislativa, Reinaldo disse que vai aumentar o valor das emendas parlamentares e assegurou a participação da Casa de Leis nas discussões sobre a reforma administrativa.

Um representante do Poder Legislativo participará da reunião, na próxima segunda-feira (1°), com a equipe de trabalho que irá discutir as mudanças no Governo. A intenção é manter os deputados estaduais informados sobre as mudanças na administração estadual.

O governador eleito disse que não tem a intenção de aumentar a quantidade de secretarias, e poderá inclusive reduzi-las. O Governo do Estado conta hoje com 15 secretarias.

Emendas - Reinaldo Azambuja se comprometeu em aumentar o valor das emendas individuais dos deputados estaduais, que hoje é R$ 800 mil por parlamentar, e contou também que irá colocar uma contrapartida do Estado para cada emenda conquistada pela bancada federal.

“Nós já propusemos à bancada federal que de cada real que ela colocar para o Governo do Estado (nas áreas de Saúde e Segurança), que o Governo do Estado coloque o mesmo valor para o atendimento aos municípios, às entidades e às prioridades”, disse.

Já em relação às emendas dos deputados estaduais, Reinaldo ainda não informou qual será o novo valor.

Mesa Diretora – Em entrevista à imprensa, Reinaldo afirmou que não irá interferir na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Ele disse ter a convicção de que os deputados terão maturidade para, respeitando a representatividade das bancadas, escolherem os melhores nomes.

Ele garantiu que saberá respeitar a oposição dentro da Casa de Leis. “O oxigênio de um processo democrático é ter situação e oposição. Isso é importante e no nosso governo a oposição será respeitada”.

Governo federal – Questionado sobre a relação com o governo federal, Reinaldo Azambuja afirmou que espera ter uma boa relação institucional com a presidente reeleita, Dilma Rousseff, porque Mato Grosso do Sul precisa de investimentos em ferrovias, portos, modernização aeroportos, e em segurança, principalmente na fronteira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREDOR BIOCEÂNICO
Após suspensão de licitação, governo requisita novo cronograma para obra de ponte sobre Rio Paraguai
JUSTIÇA
STF confirma decisão que determinou a abertura de CPI da Pandemia
POLÍTICA
Senado debate adiamento do reajuste de preços de medicamentos
NAVIRAÍ
Polícia Civil incinera 1,2 tonelada de drogas