Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Candidatura do PMDB em Dourados será definida na 5ª-feira

08 maio 2012 - 08h53
Assessoria


Será na próxima quinta-feira, dia 10 de maio, em Campo Grande, a reunião que definirá o candidato do PMDB à prefeitura de Dourados. Do encontro participarão o presidente regional Esacheu Nascimento, o governador André Puccinelli, os pré-candidatos (deputados federais Geraldo Resende e Marçal Filho, e a vereadora Délia Razuk), o senador Waldemir Moka e outras lideranças da agremiação.

Neste encontro, os peemedebistas vão avaliar os dados das pesquisas qualitativa e quantitativa, realizadas no período de 15 a 25 de abril passado. O levantamento quantitativo feito pelo instituto Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) aponta ligeira vantagem para o deputado federal Marçal Filho (mas dentro da chamada margem de erro, é considerada pelos especialistas como empate técnico). Já na pesquisa qualitativa realizada pelo mesmo instituto, Geraldo Resende apresenta potencial eleitoral superior aos outros dois pré-candidatos do PMDB.

A pesquisa quantitativa é aquela que questiona, individualmente em quem o eleitor votaria naquele momento. Já a pesquisa qualitativa é a que agrupa os entrevistados por amostragem sócio-econômica e por grau de instrução, mensurando, por meio da coleta de opiniões, qual candidato tem melhor potencial eleitoral.
Decisão será respeitada

Ao tomar conhecimento dos resultados das pesquisas (que não podem ter seus números divulgados por não terem sido registradas na justiça eleitoral, e também por questões contratuais) Geraldo Resende reafirma que a decisão que será tomada na quinta-feira deverá ser acatada por todos os integrantes do PMDB douradense.

“Se a decisão for pela candidatura do meu colega parlamentar Marçal Filho, irei apoiá-lo incondicionalmente, com toda a minha energia e entusiasmo, porque entendo que somente a unidade partidária poderá nos levar à vitória”, afirma Geraldo Resende. “Não podemos dar nenhuma margem a manobras daqueles que tentam semear discórdia em nosso partido e colocar companheiro contra companheiro”.

Geraldo Resende afirma que a decisão de lançar candidato à Prefeitura no pleito eleitoral do dia 7 de outubro foi tomada pelo Diretório Municipal do PMDB douradense em 16 de setembro do ano passado, sendo encaminhado documento ao Diretório Regional, onde a proposta recebeu aval unânime. De acordo com o parlamentar, também segue a estratégia definida pela instância nacional do partido, que busca o fortalecimento partidário com vistas às eleições à Presidência da República, em 2014.

“Eu, o Marçal e a Délia temos um compromisso e vamos honrá-lo”, afirma Geraldo Resende. O parlamentar avalia que um partido que tem em seus quadros nomes com experiência e serviços prestados ao município, como o PMDB, não pode mais abrir mão de participar das eleições municipais com candidato próprio.

“A população douradense quer ter a oportunidade de comparar as propostas que o PMDB tem para ofertar, com aquela que já está posta pelo atual prefeito, que é candidato à reeleição. Os douradenses não aceitam, em hipótese alguma, uma candidatura única”, conclui Geraldo Resende.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos