Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021

Governo federal investirá este ano R$ 31 bi no Benefício de Prestação Continuada

11 janeiro 2013 - 00h00Por MDS
O reajuste de 9% do salário mínimo, que entrou em vigor neste mês de janeiro, vai beneficiar diretamente 3,7 milhões de pessoas. Cada um dos inscritos no Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) receberá R$ 678 mensais, valor correspondente a um salário mínimo. No total, serão pagos este ano R$ 31 bilhões, com crescimento de R$ 4 bilhões na comparação com o valor aplicado no ano passado.

Segundo a secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Denise Colin, mais do que aumentar o valor do salário mínimo o reajuste traz uma série de conquistas aos beneficiários. “Com maior poder aquisitivo, as pessoas conseguem maior autonomia. Não só na aquisição dos bens de primeira necessidade, mas na ampliação da sua participação na vida cultural, no lazer, nos esportes, nos relacionamentos, no fortalecimento dos vínculos e no conhecimento.”

Em 2000, cerca de 1,2 milhão de pessoas eram atendidas, com recursos da ordem de R$ 2 bilhões, lembra Denise Colin. Hoje mais de 3,7 milhões são contemplados, com investimentos que ultrapassavam R$ 27 bilhões, até dezembro de 2012.

“Gradativamente, todo o público que atende aos critérios está sendo inserido no programa. É um investimento enorme do governo brasileiro numa população que vai viver e envelhecer com dignidade”, ressalta Denise Colin.

O BPC consiste no pagamento de um salário mínimo mensal para quem tem mais de 65 anos e para pessoas com deficiência que não sejam capazes de garantir o próprio sustento ou que a família não tenha condições de fazê-lo. Em ambos os casos, os beneficiários devem fazer parte de famílias com renda mensal per capita inferior a um quarto do salário mínimo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Polícia Militar evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
LOTERIA
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 33 milhões
CAPACIDADE
Subjuv abre inscrições para curso de desenvolvimento de aplicativos
SAÚDE
Covid-19: Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes