Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
CARBONERA - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO
PANTANAL

Liberado acesso à ponte do Tererê, no Pantanal do Nabileque

12 março 2021 - 09h00Por Portal MS

A liberação para tráfego de qualquer tipo de veículo na ponte de madeira sobre a Vazante do Tererê, na rodovia MS-243, Pantanal do Nabileque (Corumbá), foi antecipada para a manhã desta sexta-feira (12). A conclusão do serviço de recuperação da travessia estava prevista para o início da tarde (14h).

O fim da interdição foi comunicado pela Regional da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) no município, após receber o serviço. “A liberação é para veículos com até 15 toneladas”, ressaltou o regional Luiz Mário Anache, referindo-se ao excesso de peso que causou os danos na ponte.

A passagem de um caminhão com sobrepeso danificou a estrutura da travessia, com a quebra de sete vigas de sustentação, no dia 5 de março. O tráfego foi interrompido na altura do km 44 da estrada que demanda ao centro criatório de bovinos da sub-região pantaneira.

Logística garantida

“A ação do Governo do Estado, no sentido de normalizar rapidamente o acesso, proporciona um ganho para o produtor, que tem a garantia da logística para escoamento da produção, diminuindo seu custo de produção, e a retirada antecipada do gado antevendo uma nova cheia”, afirma Luciano Leite, presidente do Sindicato Rural de Corumbá.

Segundo o dirigente ruralista, a movimentação das águas na planície pantaneira, depois de uma das maiores secas em 50 anos, já preocupa os pecuaristas.

“As águas já chegaram à Estrada Parque, na Nhecolândia, e podem atingir outras regiões. Por isso precisamos de boas estradas e pontes para tirar esse gado de caminhão, evitando saídas de comitivas, que levam até 50 dias”, observou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Anvisa determina recolhimento de lotes da CoronaVac
LEGISLATIVO DE MS
Projeto que reduz conta de luz está entre os previstos para a sessão desta quarta-feira
DARK MONEY
Polícia Civil deflagra operação de combate a corrupção em Maracaju
MAUS-TRATOS
PMA autua paulista por maus tratos, devido a 8 animais bovinos mortos por falta de alimento