Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021

MPE investiga irregularidades em acordo sobre coleta seletiva em MS

MPE investiga irregularidades em acordo sobre coleta seletiva em MS

21 janeiro 2015 - 07h45Por Dourados News
O Ministério Público Estadual (MPE) em Mato Grosso do Sul investiga se está sendo cumprido o cronograma para ampliação do serviço de coleta seletiva de resíduos sólidos em Campo Grande.

A prefeitura da capital informou ao G1 MS que ainda não foi notificada sobre o inquérito. Até a publicação desta reportagem a Solurb, concessionária responsável pelo serviço no município, não havia se posicionado.

De acordo com o edital publicado na edição desta terça-feira (20) do Diário Oficial, é apurado se o acordo entre a prefeitura e a Solurb está sendo cumprido. O inquérito é de responsabilidade da 26ª Promotoria de Justiça de Campo Grande.

Ainda de acordo com informações do site, o procedimento foi instaurado após o MPE ser informado de que o cronograma de ampliação do serviço firmado entre prefeitura e Solurb não estava sendo atendido.

Coleta seletiva

O serviço começou a ser feito em Campo Grande em novembro de 2012. Na época, foi divulgado pela prefeitura que o contrato firmado entre a administração municipal e o consórcio previa prazo de quatro anos para a implantação da coleta seletiva em toda a cidade.

Também em 2012, a Solurb divulgou que a coleta seletiva abrangia 32 mil domicílios, teve investimento inicial de R$ 512 mil e seria ampliada a cada seis meses.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Meteorologia indica aumento de nuvens e máxima de 37°C para MS nesta sexta-feira
DOURADOS
Camionete que seguia para Campo Grande com mais de uma tonelada de maconha foi recuperada pelo DOF
ECONOMIA
Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientação em 61 propriedades rurais em prevenção aos incêndios