Menu
Busca quinta, 15 de abril de 2021
Saúde

Notificações sobem e MS registra 23 possíveis casos de febre chikungunya

Notificações sobem e MS registra 23 possíveis casos de febre chikungunya

19 novembro 2014 - 09h15Por Midiamax
Mato Grosso do Sul chegou a 23 casos de notificação de chikungunya, conforme relatado pela diretora de vigilância epidemiológica da Saúde, Bernadete Lewandowski nesta terça-feira (18). A Secretaria Estadual de Saúde está tomando medidas para alertar a população.

“É uma doença nova, que não sabemos as consequências. Temos que tomar cuidado e a população ficar alerta com os mosquitos. Estamos nos capacitando para ter mais informações sobre a febre chikungunya”, disse a diretora.

Dos 23 casos notificados 4 foram descartados e 1 confirmado. “Estamos aguardando exames para divulgar o restante dos resultados. Mas é preciso frisar, são casos em investigação”. As pessoas que notificaram estar com chikungunya são de Campo Grande, São Gabriel do Oeste, Dourados, Corumbá, Três Lagoas e Bandeirantes.

A última atualização da Secretaria de Saúde, da semana passada, registrava 18 notificações.

A chinkungunya

A febre chikungunya é uma doença parecida com a dengue e transmitida pelos mesmos mosquitos, o Aedes aegypti e Aedes albopictos, mas só tem um sorotipo, ou seja, cada pessoa só pega a doença uma vez. Os sintomas também são os mesmos da dengue: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações e podem durar de três a dez dias.

A doença apresenta praticamente os mesmos sintomas da dengue, mas com maior intensidade, e o paciente costuma ser tratado em casa. O tratamento consiste no alívio dos sintomas com Paracetamol, hidratação e repouso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREDOR BIOCEÂNICO
Após suspensão de licitação, governo requisita novo cronograma para obra de ponte sobre Rio Paraguai
JUSTIÇA
STF confirma decisão que determinou a abertura de CPI da Pandemia
POLÍTICA
Senado debate adiamento do reajuste de preços de medicamentos
NAVIRAÍ
Polícia Civil incinera 1,2 tonelada de drogas