Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021

Número de acidentes aéreos cai em MS, mas já foram 7 casos em 2014

Número de acidentes aéreos cai em MS, mas já foram 7 casos em 2014

12 dezembro 2014 - 08h45Por CG News
Mato Grosso do Sul teve pelo menos sete acidentes aéreos em 2014, segundo informações do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). A assessoria do órgão explicou que o número foi atualizado pela última vez no dia 22 de outubro com um total de seis ocorrências, no entanto, há casos mais recentes que ainda não entraram nas estatísticas, como a queda do Cesna que matou o advogado Marco Túlio Murano Garcia e o piloto Genese Pereira, ocorrido no dia 6.


O número deve ficar abaixo do registrado em todo o ano de 2013, que foi 10 acidentes. Um dos últimos foi em outubro, quando a queda de um monomotor matou cinco pessoas no Pantanal da Nhecolância.

Nesse acidente morreram o pecuarista Ricardo Jardim de Almeida, que pilotava a aeronave; a mulher dele Fernanda Braga dos Santos; a filha do casal, Valentine; a babá Micheli Dias e o gerente da fazenda da família, Rodinei Joca Monteiro.

Apuração - O Cenipa segue investigando o acidente que matou Marco Túlio. O motor da aeronave foi recolhido e passará por uma perícia. Segundo o Cenipa, será indicado o que pode ter causado a queda e o relatório final deverá apontar quais melhorias para a aviação civil podem ser feitas a partir dela.

A queda ocorreu logo após decolagem do Aeroporto Santa Maria, em Campo Grande. O acidente mobilizou o Corpo de Bombeiros e duas aeronaves do Esquadrão Pelicano, da Base Aérea de Campo Grande.

Viajavam na aeronave o advogado e o piloto. A aeronave ficou totalmente destruída na queda. Marco Túlio foi candidato a presidente da OAB/MS na última disputa, vencida por Júlio César.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Telessaúde credencia profissionais de Web Designer com remuneração de R$ 3 mil
MS
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
EDUCAÇÃO
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
PONTA PORÃ
Força Tática do 4º BPM intercepta comboio de veículos transportando mercadorias não legalizadas