quinta, 29 de fevereiro de 2024

Prefeitura de Dourados inicia programa de apoio a empresas

11 maio 2012 - 11h25Por Assessoria
A Prefeitura de Dourados reuniu na manhã desta quinta-feira, na Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio, empresários para a apresentação final de um programa de certificação e assinatura dos termos de adesão. Vinte e seis empresas participaram da reunião. A qualificação e certificação são mais uma etapa do projeto “Polo de Serviços do Setor Sucroenergético de Dourados e Região”, desenvolvido pela prefeitura por iniciativa do prefeito Murilo.

A secretária Neire Colman explicou o projeto e a importância da qualificação para que as pequenas e médias empresas possam atender as 15 usinas instaladas na região da Grande Dourados. Para quem fizer a adesão esta semana, o diagnóstico da consultoria começa na próxima semana.

Durante a reunião, os empresários reclamaram da dificuldade de competir com São Paulo, por causa da diferença de imposto. Enquanto aqui no Estado a empresa recolhe 22%, em São Paulo o empresário paga 7%. Essa é a maior dificuldade encontrada na formação do polo de prestação de serviços em Dourados. Com relação ao restante - logística, demanda, possibilidade de expansão – todos são unânimes em afirmar que não há lugar melhor.

Neire explicou aos empresários que o primeiro passo é a qualificação das empresas para atender as grandes indústrias. A secretária citou como importante ainda a formação da governança, ou seja, a organização em entidades ou sindicatos. “A partir do momento em que as empresas estiverem qualificadas e organizadas, resolver com o Governo do Estado a questão da tributação fica muito mais fácil”, afirma Neire.

Através de parcerias com o Sebrae e o Senai, a empresa vai receber uma consultoria que analisará todos os seus setores e processos, identificando o que pode ser feito para melhorá-los. A empresa receberá ainda informações sobre mercado e processos produtivos.

A ação resultará na certificação da empresa, umas das exigências das usinas. Hoje, a prestação de serviços exige um cadastro com uma série de exigências que só os grandes conseguem se adequar. A proposta da Prefeitura de Dourados é preparar todas as empresas do setor, segundo Neire, da pequena à grande, formando uma grande rede para a prestação de serviços de alta qualidade.

O gerente da empresa TS Manutenção, de Dourados, Oswaldo Costa Pereira Junior – uma das poucas da região a estar apta para atender as usinas – destaca a importância desse programa. “Todas as empresas do setor precisam passar por esse processo de qualidade e certificação o mais rápido possível e também por um processo de organização”, afirma.

Ele lembra que as exigências das usinas, sobretudo aquelas de controle internacional, Como LDC, Adecoagro e Bunge, são muito grandes. “Eles exigem muita documentação, querem guias de recolhimentos de impostos, comprovação de registro de empregados, exigem processo de gestão de qualidade e querem saber até de onde você compra a matéria prima”, explica Oswaldo. Depois de tudo, a usina ainda faz auditorias nas empresas. Por isso, segundo ele, este projeto é muito importante.

Lucas da Cruz, da Auto Elétrica Urias, participou da reunião porque já entendeu o processo de compra das usinas e sabe que essas empresas exigem certificação. “Com essa consultoria, a gente pode resolver esse problema”, afirma. Ele acha que a cidade de Dourados já presta um bom atendimento, o que falta é apenas a certificação. “Com organização e processos definidos vamos ter padrão e poder de negociação”, afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS

Projeto garante a participação de mães e grávidas em concursos de beleza

POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Projeto prevê abatimento no Fies para graduados em Direito que atuarem em Defensorias Públicas

ECONOMIA

Campos Neto defende estabilidade monetária para combater a pobreza

SAÚDE

Sessão solene na Câmara marca o Dia Mundial das Doenças Raras