Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021

Reinaldo diz que vai ampliar horário de funcionamento no Detran

15 janeiro 2015 - 09h30Por Campo Grande News
Durante visita à sede do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), na saída para Rochedo, em Campo Grande, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que vai ampliar, ainda neste ano, o número de servidores e o horário de funcionamento no órgão. Além disso, serão feitas melhorias nas unidades do interior do Estado.



Para isso, o governador pretende utilizar o montante recebido pelo próprio órgão. “O dinheiro que entrar para o Detran será revertido para o próprio Detran. Por muitos anos o Detran enriqueceu os cofres públicos do Estado e por isso precisamos, entre outras coisas, melhorar a prestação de serviços e utilizar a tecnologia da informação”, destacou Reinaldo.

Durante seu discurso, Reinaldo disse que a frota de veículos, que era de 650 mil veículos em 2005, dobrou este ano no Estado inteiro. “E o Governo em si não melhorou os serviços prestados, por isso existe filas e demora no atendimento. A culpa do serviço ser ruim é do Governo que não organizou a estrutura para atender a demanda”, comentou.

Conforme o governador, ele quer fazer um governo de gestão, de meritocracia, com ganhos adicionais pelas melhorias no serviço prestado pelo órgão. “Tudo isso vai ser construído com diálogo. São os servidores que conhecem a realidade as vezes eles podem dar ideias simples, mas que resolvem o problema. Precisamos empregar melhor o dinheiro público. Por que dinheiro publico e o dinheiro privado é o mesmo e tem que ser bem usado”, finalizou.

O governador visitou as instalações do Detran acompanhado do diretor-presidente do órgão, Gerson Claro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA
Força Tática do 8ºBPM prende dois jovens por tráfico de drogas e cumpre mandado de prisão
INTERNACIONAL
Uma dose de vacinas reduz infecção em até 65%, revela estudo
NOTÍCIAS
TJMS regulamenta atendimento por meio do Balcão Virtual
GERAL
Pão francês só poderá ser comercializado por quilo, a partir de junho