sexta, 01 de julho de 2022
MEIO AMBIENTE

Reprodução de peixes no Bioparque Pantanal poderá repovoar rios no futuro

23 maio 2022 - 13h00Por Portal Governo MS

Com a finalidade de reverter o quadro de algumas regiões onde não se encontra determinadas espécies com facilidade, o repovoamento seria uma solução futura de acordo com Heriberto Gimenes Júnior, biólogo coordenador  e curador do Bioparque Pantanal. “Se você tem as matrizes de uma espécie rara, elas estão reproduzindo e têm filhotes, podemos fazer o repovoamento em áreas que estão sendo impactadas”, explica.

O Bioparque Pantanal é considerado referência mundial por ser o maior aquário de água doce do mundo, mas apesar de ser destaque no turismo um de seus pilares é a conservação de espécies, conforme .

“Se existe alguma espécie ameaçada de extinção, algum rio que está sofrendo impacto e que possa prejudicar a existência de algum animal, o aquário serve como um auxílio no sentido de reprodução. Nosso objetivo é estudar como é o comportamento, como é a parte reprodutiva e com isso criar políticas de conservação para a preservação de uma referida espécie potencial ameaçada de extinção”, destacou.

Segundo o biólogo, duas espécies que estão no Bioparque se enquadram numa categoria ameaçada de desaparecer, o Tetra de Cauda Vermelha e o Cascudo-viola. Ambos se reproduziram no complexo, sendo que o primeiro foi descoberto recentemente no Rio Correntes, entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“Ele veio de um rio em que o entorno dele, basicamente é tomado pela agropecuária, tem agrotóxico, com as chuvas esse agrotóxico entra dentro do sistema e isso pode futuramente causar um grande impacto nos peixes desse lugar. Com essa espécie inédita aqui dentro do Bioparque reproduzindo, iremos entender seus hábitos e trabalhar na sua conservação”, pontua.

O curador ainda esclarece que o lazer, a educação ambiental e a produção científica, aliados a conservação, compõem um aquário público.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 64,36 mil casos em 24h

TEMPO

Mato Grosso do Sul deve ter clima estável nesta primeira semana do inverno

GERAL

Receita Federal deixa de exigir autenticação de documentos

POLÍTICA

Rodrigo Pacheco defende parceria entre Poderes em favor da sociedade