sexta, 12 de agosto de 2022
Cassems - Todos - Agosto 2022
INFRAESTRUTURA

"Rodovia Sul-Fronteira vai encurta caminhos e levar desenvolvimento para toda região"

24 fevereiro 2022 - 15h30Por Portal Governo MS

Ao visitar a obra de pavimentação da rodovia MS-165, que vai ligar Coronel Sapucaia a Paranhos, dentro do projeto da Rodovia “Sul-Fronteira”, o governador Reinaldo Azambuja destacou que estas obras vão encurtar caminhos, gerar novos empregos e levar desenvolvimento para as cidades fronteiriças.

“O Estado só cresce se os municípios crescerem juntos, todo este investimento na região de fronteira, como a Rodovia Sul-Fronteira, mostra a presença do governo na região. Aproximando e interiorizando os investimentos. Assim encurta os caminhos para as cidades, aldeias e assentamentos, abrindo um novo horizonte”, descreveu.

O governador foi vistoriar a obra de pavimentação de 33 km, em Coronel Sapucaia, que tem um investimento de R$ 57,8 milhões e vai facilitar o tráfego local, diminuir as distâncias e ajudar na economia das cidades.

O projeto de implantar a Rodovia Sul-Fronteira segue em várias frentes de trabalho. “Alguns trechos estão em obras, outros já em licitação. Vamos interligar Sanga Puitã até Aral Moreira, depois chegar a Vila Marques, então segue a Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, até chegar em Mundo Novo”, explicou o governador.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, ressaltou que este projeto vai transformar toda a região de fronteira. “Esta obra na MS-165 saindo daqui (Coronel Sapucaia) seguindo a Paranhos, faz parte da tão falada Rodovia Sul-Fronteira, que está saindo do papel e se tornando realidade. Assim vamos reconstruindo toda infraestrutura do Estado”.

Lacenir Garcia Flores, de 76 anos, que mora perto da rodovia, disse que a obra vai trazer muitas melhorias à população. “Esta obra é uma maravilha, uma alegria saber que agora estamos em cima do asfalto. Quando cheguei aqui, só andávamos a cavalo, e pensei que pela minha idade não iria dar tempo de ver a obra de asfalto. Agora vai sair”.

O projeto tem a intenção de integrar e levar desenvolvimento para as cidades fronteiriças, entre elas Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Mundo Novo, Paranhos, e Sete Quedas, por meio desta ligação rodoviária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Produção de motocicletas tem melhor acumulado para julho desde 2015

SAÚDE

Anvisa analisa cinco pedidos para diagnóstico da varíola dos macacos

ECONOMIA

Conab estima safra de grãos em 271,4 milhões de toneladas em 2021/22

ECONOMIA

Pesquisa indica queda de 2% no abate de frangos no país