Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

Alta nos preços dos remédios puxa gastos com saúde em maio

Alta nos preços dos remédios puxa gastos com saúde em maio

23 maio 2012 - 16h50Por Estadão
A alta nos preços dos remédios pressionou as taxas do grupo saúde e cuidados pessoais em maio. De acordo com dados do IPCA - 15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15) divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na terça-feira (22), no quinto mês do ano, o grupo saúde e cuidados pessoais registrou taxa de 0,93%, ante variação de 0,62% no mês anterior.

Entre as principais altas do grupo, está a do item ‘produtos farmacêuticos’, cuja taxa foi de 1,85% em maio. Também apresentaram crescimentos relevantes os itens ‘serviços médicos e dentários’, de 0,89% e ‘plano de saúde’, 0,60%.

De acordo com o IBGE, a alta de 1,85% em remédios reflete parte do reajuste vigente desde 31 de março. No ano, o aumento acumulado já é de 3,09%.

Inflação em abril

No geral, o IPCA-15 apresentou variação de 0,51% em maio. Frente a abril, o indicador subiu 0,08 ponto percentual, visto que, na medição daquele mês, a inflação ficou em 0,43%.

Segundo o IBGE, a aceleração da inflação no período reflete o movimento dos preços dos itens relacionados ao grupo Despesas Pessoais, que apresentou inflação de 1,32%, ainda que, frente a abril, o grupo tenha desacelerado 0,11 ponto percentual, já que, na época, apresentou inflação de 1,43%.

O aumento no preço do grupo refletiu a variação de 14,26% do cigarro, em função dos reajustes vigentes a partir do início de abril, observando-se recuo nos preços a partir do dia 7 de maio, iniciando por São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Polícia Militar intensifica prisões por tráfico
PROCESSO SELETIVO
Divulgada a classificação final do Programa de Residência Judicial
SAÚDE
Vacinação contra a covid-19 já teve início em quase todo o país
GERAL
Nova portaria muda regras para PRF atuar em operações conjuntas