Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
ALMS

Corregedoria vai ouvir pastor que gravou conversa sobre "ponto" entre deputados

07 novembro 2016 - 13h20Por Da Redação
Corregedoria da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul vai ouvir o pastor responsável pela gravação da ligação onde o deputado estadual Paulo Corrêa (PR) orienta o colega de Casa Felipe Orro (PSDB) a uma suposta fraude no livro ponto de seus servidores.

A informação, segundo o jornal Correio do Estado, foi repassada na manhã desta segunda-feira (7) pelo presidente da ALMS, Junior Mochi (PMDB), que participou de agenda na governadoria.

"A Casa está à disposição, vamos prestar esclarecimentos, se tiver algum crime eventual que possa ser apurado, vamos aplicar as sanções devidas, vamos atender dentro da lei", disse o deputado em entrevista ao portal do jornal da Capital.

Assim que todos os depoimentos forem colhidos pela Corregedoria, relatório será emitido recomendando ou não à presidência da Casa instalação de comissão de ética e disciplina para apurar ausência de decoro dos deputados.

Não há previsão de quando o procedimento será finalizado e o pastor que será convocado mora em Maracaju, onde estava o deputado Orro que pediu o celular emprestado do pastor para retornar ligação de Paulo Corrêa.

A conversa ocorreu em julho de 2015 e só veio à tona após o autor da gravação procurar o MPE (Ministério Público Estadual) para realizar a denúncia.

Também entrevistado pelo jornal, o Procurador-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Paulo Passos, disse que aparentemente o caso dos deputados estaduais Paulo Corrêa (PR) e Felipe Orro (PSDB) trata-se de improbidade administrativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pazuello: embarque de vacinas da Índia deve ter solução esta semana
POLÍCIA
Veículos com cigarros e agrotóxicos contrabandeados do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
CORONAVÍRUS
Vacina chega a Mato Grosso do Sul e distribuição aos municípios começa ainda hoje
ECONOMIA
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras