Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020

Dois são demitidos após briga com prefeito

Dois são demitidos após briga com prefeito

27 outubro 2011 - 17h00
Folha

Uma discussão dentro da rodoviária de Franca (400 km de SP) entre o prefeito Sidnei Franco da Rocha (PSDB) e dois funcionários da Viação Cometa acabou na demissão dos empregados envolvidos.

O caso aconteceu há oito dias e foi registrado em um vídeo que estava disponível ontem em sites da internet.

Nas imagens, o prefeito Sidnei aparece empurrando uma mulher, que aparentemente está com o uniforme da Cometa, com boné e calças azuis e camiseta branca.

Ela reclama da agressão e a voz de um outro homem, supostamente o segundo funcionário demitido, questiona: "Quem o senhor pensa que é para empurrar ela (sic) assim? Só porque acha que é o dono da cidade?".

Um dos funcionários registrou um boletim de ocorrência e a Delegacia Seccional investiga o caso. O prefeito deverá ser ouvido.

A Folha não conseguiu falar com os funcionários nem com a polícia nesta quarta-feira.

No guichê da empresa, ninguém comenta o caso. A administração da rodoviária não atendeu o pedido de entrevista da reportagem.

A administração municipal também não falou. Questionada, a assessoria de imprensa informou que nem a prefeitura nem Sidnei comentariam o fato --no entanto, não negaram a discussão.

Sidnei já se envolveu em outros casos polêmicos. Em 2006 ele foi acusado de desacatar um policial militar após chutar cones em frente a uma base comunitária.

DEMISSÃO

Em nota, a Viação Cometa informou que "desligou dois de seus colaboradores" porque eles não seguiram "as normas de relacionamento e atendimento ao público".

A Prefeitura de Franca informou que a rodoviária está em reforma desde novembro do ano passado e que é comum que o prefeito faça vistorias na obra "de surpresa".

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
INTERNACIONAL
TikTok move processo para tentar reverter banimento nos EUA
INTERNACIONAL
Museu sobre acidente nuclear de Fukushima abre suas portas
INTERNACIONAL
Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia