Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020

Evite a osteoporose com cuidados básicos

20 outubro 2011 - 14h50
Correio do Estado

Hoje é o Dia Mundial da Osteoporose, doença que acomete geralmente as mulheres a partir da menopausa. Ela é caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos, que se quebram com facilidade. No entanto, é preciso preveni-la antes da fase adulta. Por não ser uma doença de notificação compulsória, não há no Brasil dados exatos que estimem quantas pessoas são acometidas anualmente, mas sabe-se que a osteoporose atinge principalmente mulheres pós-menopausa, pessoas de pele e olhos claros, idosos, magros, tabagistas e alcoólatras.

Ela tem sido definida como a “epidemia do século 21”, sendo um problema de saúde pública nos EUA. No Brasil, devido ao aumento da vida média da população e da diminuição do número de nascimentos, a população está mais velha, por isso deve haver uma preocupação para política de assistência e prevenção da doença.

Aproximadamente 40% da população com mais de 50 anos sofrerão uma fratura relacionada com a osteoporose durante a sua vida. Os idosos são os que mais sofrem, principalmente em relação às fraturas. “Após os 75 anos há um aumento no número de quedas por parte de pessoas acima de 75 anos devido ao enfraquecimento dos músculos e a baixa velocidade dos reflexos”, explica a ortopedista Cintia Bittar.

Como qualquer doença crônica, a prevenção é a melhor aliada. Exercícios que estimulem os músculos e que aumentem a propriocepção (sensação do corpo no espaço) são muito importantes, principalmente para a 3ª idade. Para isso, a ingestão diária de 1,5 mg de cálcio é imprescindível, além de ser muito importante que haja a suplementação da dieta alimentar com sais de cálcio e vitamina D.

Há também alguns medicamentos à base de hormônios, como o alendronato de sódio de 70mg, um dos mais usados no combate a osteoporose. “O problema é que a absorção desse medicamento é precária e pode causar lesões no esôfago. Por esse e outros motivos, todas as medicações devem ser tomadas com acompanhamento médico, pois a osteoporose é mais perigosa do que parece”, diz Cintia.

Além da atividade física e banhos de sol (o recomendado são 15 minutos de sol, sem protetor, antes das 10h ou depois das 14h), é importante prestar atenção à alimentação. “O recomendado é ingerir de quatro a cinco porções de leite ou derivados por dia”, afirma o reumatologista Marcelo Pinheiro, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Uma porção equivale a um copo de leite ou iogurte ou uma fatia de queijo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS
Não se deve menosprezar a capacidade de um surdo, diz pesquisador
SAÚDE
Média de mortes por covid-19 no Brasil cai 10,35% em uma semana
GERAL
Engenheiro brasileiro enfrenta desafios em missão simulada
DOURADOS
Guarda cumpre mandado e prende ‘Maldita’ durante festa na Cachoeirinha