Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Ferrari chama Massa de 'azarado'

Ferrari chama Massa de 'azarado'

15 maio 2012 - 16h00
Globoesporte


A Ferrari ligou o sinal de alerta para Felipe Massa após o 15º lugar no GP da Espanha do último domingo. Enquanto o companheiro Fernando Alonso terminou em segundo na Catalunha e é vice-líder do campeonato (com os mesmos 61 pontos do líder Sebastian Vettel, mas atrás no critério de desempate), o brasileiro chegou entre os dez primeiros apenas uma vez (9º no Bahrein) e é 17º na classificação, com dois pontos. O chefe da escudeira, Stefano Domenicali, disse que Massa teve “azar” na Espanha, destacou que a equipe precisa dos pontos dele para lutar pelo título do mundial de equipes e espera a reação do brasileiro a partir da próxima etapa, em Mônaco.

- Esperamos que Massa reaja e lute novamente após este fim de semana azarado, a começar em Mônaco. Nós precisamos, absolutamente, dos pontos dele para também lugar pelo título de Construtores.

Em seu site oficial, a escuderia reforçou as palavras de Domenicali: reconheceu a falta de sorte do brasileiro na Espanha e pediu uma rápida reação. No treino classificatório de sábado, a equipe soltou Massa na hora errada no Q2, o brasileiro pegou tráfego e ficou apenas com o 16º lugar no grid. No domingo, o piloto fazia uma corrida de recuperação, quando foi penalizado com um drive through (passagem pelos boxes) por excesso de velocidade em trecho de bandeira amarela.

- Em Montmeló, Felipe foi muito azarado, tanto na corrida quanto no qualifying. Mas todos, ele principalmente, esperam uma mudança de marcha já no GP de Mônaco, sua segunda corrida em casa, pelo fato de ele morar a poucas centenas de metros de lá - publicou a equipe.
O GP de Mônaco, sexta prova do Mundial 2012, será disputado de 24 a 27 de maio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Governo cria Cadastro Nacional das Organizações Religiosas
SAÚDE
Mais de 30 mortes por coronavírus são registradas em apenas um dia no Estado
PONTA PORÃ
Após receber denúncia de violência doméstica, Polícia Militar prende dupla por porte ilegal de arma
INTERNACIONAL
Armas nucleares: ONU e papa saúdam tratado sem assinatura de potências