Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

Ginástica salva dia e dá único ouro ao Brasil

19 outubro 2011 - 14h40
Terra

No quarto dia de disputa dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a ginástica rítmica brasileira "salvou o dia" e conquistou a única medalha de ouro do País. A equipe, aliada por uma apresentação alusiva ao samba encontrado no carnaval carioca, somou 24.775 pontos na disputa coletiva com três fitas e dois arcos, e deu ao Brasil sua maior alegria nesta terça-feira.

A Seleção de ginástica conseguiu empolgar o público mexicano presente no Ginásio Nissan com o ritmo típico brasileiro e arrancou notas de 8.600 e 8.350 pontos artísticos e de execução dos jurados. Favorita, a equipe formada por Dayane Amaral, Débora Falda, Luisa Matsuo, Bianca Mendonça, Eliane Sampaio e Drielly Daltoe foi a segunda a se exibir no local e deu show. Após a apresentação, inclusive, Matsuo reiterou que deixa o time.

"Para qualquer atleta que está parando, bate um sentimento de saudade. Vou ter as melhores lembranças da minha vida com a equipe da ginástica rítmica. Vou sentir saudades das meninas, mas sempre vou acompanhar pela internet e pela TV", declarou, com os olhos marejados e visivelmente emocionada pelo momento.

Nos demais esportes do dia, o Brasil até conseguiu medalhas, mas não como era esperado. Na natação, até aqui esporte mais vitorioso do País no Pan, o time verde e amarelo não conseguiu nenhum ouro sequer. Nem com Thiago Pereira, atleta que já possui nove primeiros lugares em seu histórico nos Jogos Pan-Americanos e disputa com o mesatenista Hugo Hoyama, que tem 10, o status de recordista absoluto. O nadador conquistou "apenas" o bronze na prova de 200 m peito.

Nas demais modalidades, o Brasil levou quatro pratas - no trampolim acrobático individual, com Rafael Andrade, na categoria maça, com Angélica Kvieczynski, no revezamento 4x200 livre, com Joanna Maranhão, Jéssica Cavalheiro, Manoella Lyrio e Tatiana Barbosa, e no remo na categoria dois sem com João Borges Júnior e Alexis Mestre. Foram ainda três bronzes - além do conquistado por Pereira, houve mais um no tiro na categoria pistola de ar 50 m, com Júlio Antônio Almeida, e nos 200 m, com Joanna Maranhão.

Para completar, o futebol feminino estreou com ótima vitória contra a arquirrival Argentina por 2 a 0, com gols de Thais e Daniele. Já no tênis, Ricardo Mello, cabeça de chave nº 3, atropelou o equatoriano Ivan Endara por 6/4 e 6/0, enquanto João de Souza, o Feijão, perdeu para o equatoriano Julio Cesar Campozano por duplo 7/5 e Rogério Dutra derrotou o portorriquenho Alexander Llompart por 6/1 e 6/2. Nas duplas, entretanto, a Ricardo Mello e Feijão foram eliminados por J. S. Cabal e R. Farah, da Colômbia, por 7/6 e 6/3.

Confira todas as medalhas do Brasil no quarto dia de Pan:

- ouro na ginástica rítmica com três fitas e dois arcos
- prata na categoria maça com Angélica Kvieczynski
- prata no revezamento 4x200 livre com Joanna Maranhão, Jéssica Cavalheiro, Manoella Lyrio e Tatiana Barbosa
- prata no trampolim acrobático individual com Rafael Andrade
- bronze nos 200 m com Joanna Maranhão
- prata na categoria dois sem com João Borges Júnior e Alexis Mestre
- bronze na categoria pistola de ar 50 m com Júlio Antônio Almeida
- bronze nos 200 m peito com Thiago Pereira

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS
Mídia é parceira no combate violência para mulher, dizem especialistas
JUSTIÇA
2ª Câmara Criminal mantém sentença de condenado por tráfico de drogas
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda e cai a R$ 5,32
REGIÃO
Polícia Militar prende autor de ameaça com simulacro em Paranaíba