Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
Carreta da Justiça

Homem que tentou matar colega de trabalho queimado é condenado

Homem que tentou matar colega de trabalho queimado é condenado

17 novembro 2016 - 08h15Por Campograndenews
Foi condenado a seis anos de prisão, iniciando no semiaberto, Irinaldo Teixeira Lima, de 46 anos, por ter tentado matar queimado o colega de trabalho Raimundo José Diniz Catanhede em 10 de junho de 2011, ateando fogo ao barraco dele, na fazenda Mimoso, na região das Sete Placas, em Corguinho

O julgamento foi realizado em Corguinho, no plenário da Câmara Municipal, e faz parte das ações levadas à cidade pela Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que transformou todos municípios do Estado em comarcas judiciais - permanecendo a estrutura em Corguinho até sexta-feira (18).

Conforme o processo, no dia do crime os dois discutiram por motivos fúteis, ligados aos serviços realizados por eles. Durante a discussão, a vítima teria desferido um tapa no rosto de Irinaldo do réu.

Duas horas depois, com um recipiente contendo meio litro de gasolina e um isqueiro, o acusado foi até o barraco da vítima e ateou fogo na moradia, mesmo sabendo que Raimundo estava lá dentro e poderia morrer carbonizado.

Após o crime, Irinaldo retornou a suas atividades normais e, quando voltou ao local, encontrou outros funcionários tentando apagar o fogo para que não se espalhasse pela fazenda, momento em que ajudou na contenção das chamas.

Posteriormente, o réu juntou seus pertences e fugiu do local, sendo encontrado mais tarde por policiais, quando confessou a tentativa de homicídio. Ele alegou que só não conseguiu consumar o crime porque dispunha de pouca gasolina e as chamas não alcançaram a intensidade desejada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado